MELOTECA SÍTIO DE MÚSICAS E ARTES
Siga-nosFacebookFacebookTwitterLinkedInTumblrFlickr
> Sobre nós
PRINCIPAL
Cantores
Afinadores
Instrumentistas
Bailarinos

 

MELOTECA

Qual o alcance da Meloteca no mundo global?

A Meloteca, www.meloteca.com, tem mais de 2000 visualizações por dia, provenientes na grande maioria do Brasil e de Portugal, mas também dos Estados Unidos, Espanha, França e Argentina. As cidades de Lisboa, São Paulo, Porto, Rio de Janeiro e Belo Horizonte são as que mais visitas fornecem ao sítio. A Meloteca regista visitas da grande maioria dos países do mundo, situando-se quase todas as exceções no continente africano.

Nas duas contas do Facebook, a Meloteca tem 5000 + 5000 amigos, a que se juntam 1400 seguidores do facebook-campodamusa e 1000 da do facebook-meloteca. A página oficial, mais recente, ultrapassa os 2000 gostos, com um crescimento semanal muito regular. O alcance semanal da página ultrapassou 10 000 pessoas nesta semana, tendo já havido semanas em que superou as 20 000 visualizações de mensagem.

Através dos numerosos grupos artísticos a que a Meloteca pertence no Facebook (compositores, professores, bandas, instrumentistas) os conteúdos que a Meloteca partilhe poderão alcançar dezenas e até centenas de milhar de pessoas.

Além de outras redes em que está presente, a Meloteca é seguida por 1600 pessoas no Pinterest e tem 3500 conexões no LinkedIn. A maioria das conexões, nas várias redes, situa-se no âmbito da música, o que em boa parte, resulta de um trabalho persistente ao longo de anos a reunir músicos, artista e educadores.

O alcance da Meloteca verifica-se ainda nas mensagens recebidas de instituições internacionais de renome no campo musical e de encomendas de recursos musicais vindas de todo o País, do Brasil, Espanha e França. Divulgar música e património cultural portugueses é promover o nome de Portugal de uma forma interativa que em 2003 era impensável. Também o "Livro de Visitas" da Meloteca testemunha o reconhecimento espontâneo de grandes músicos sobre o papel que o sítio vem desempenhando.

Como lhe ocorreu o nome Meloteca?

A palavra Meloteca junta em si a riqueza de melos (palavra grega que significa melodia, membro de frase musical, canto ritmado, canto acompanhado de instrumentos) e o sentido de preservação do património próprio de thékê (caixa, depósito).

O nome ocorreu-me em 2000 quando ainda era padre vicentino e estava a trabalhar na comunidade de Salvaterra de Magos, no serviço missionário do concelho. Com o P.e Agostinho Sousa estive empenhado no restauro do órgão histórico da matriz de Salvaterra (reinaugurado em 2000). Fotografei os órgãos do distrito, tendo-se feito uma exposição na antiga capela do Paço Real.

Nessa data já eu tinha começado, sem saber aonde iria chegar, uma recolha de dados e suportes musicais: livros, revistas, jornais, fotografias, programas de concerto, informações na rede, vinil, CDs, cassetes e outros suportes de gravação.

As minhas teses de licenciatura (1992, UCP-Porto) e mestrado (1999, UCP-Lisboa), tinham andado em torno da música litúrgica, seguindo-se investigações para a Universidade Católica e o Círculo de Leitores.

Quando soube que a Música era a sua missão?

Em 2000, tive a certeza de que era a música a minha verdadeira missão e pedi a dispensa das ordens e votos religiosos. Colecionava livros de Música desde os 20 anos, apesar de nunca ter tido a oportunidade de estudar música em escolas oficiais. Os meus gostos musicais não escondem a influência de alguns padres que, nos seminários, gostavam de ópera e música sinfónica. Eu não tinha grandes dotes vocais, não tinha dedos de pianista, mas tinha uma grande paixão pela música, paixão que foi foi vista por vezes como um desvio da missão religiosa (e talvez o fosse).

Ter-me apaixonado pela Teresa Costa numa missão em Nespereira foi apenas o impulso que me faltava para mudar de rumo e acreditar numa alternativa possível.

Em 2001, a "Meloteca" apareceu já como projeto editorial no cruzamento da Música com a Igreja, com as edições de autor "Música e celebração", "Músicas na Igreja" e "Palavras de Música". Pensei (erradamente) que isso me podia trazer alguma vantagem para a nova etapa.

Mudanças de vida radicais trazem dificuldades ao nível do trabalho e das emoções, e têm consequências imprevistas. Entre 2011-2013 dei Educação Moral e Religiosa Católica. Em escolas de Valbom e Porto encontrei dois colegas que já se dedicavam ao "webdesign". Foram eles que, de algum modo, me orientaram para a formação nessa área. Na altura havia bons cursos financiados; hoje, esses cursos são raros e caros. Paralelamente eu estudava Música no Conservatório e dava aulas de Música a crianças do 1º Ciclo em Gaia.

Em setembro de 2003, a poucos dias do início do ano letivo, o responsável pela colocação dos professores de Moral na diocese do Porto telefonou-me a perguntar se eu estava a viver em união de facto. Assumi que sim e ele disse-me que, nesse caso, não poderia lecionar EMRC. Há males que vêm por bem: o meu lugar era exclusivamente na música. A dificuldade desafiou a criatividade.

Como lançou a Meloteca?

Com os conhecimentos adquiridos (no "CESAE" e "Ciências e Letras") e o interesse anterior pela Música em Portugal, criei e lancei em 2003 a Meloteca. Apercebi-me logo que teria poucas hipóteses de ser convidado para trabalhar no âmbito da Música Sacra. Essa convicção levou-me a projetar a Meloteca para o que que ela devia ser: uma caixa de música aberta a todos graças às novas tecnologias da informação e comunicação. Criada simbolicamente a 02 de Setembro de 2003, no meu aniversário, a Meloteca, sítio de músicas e artes, tornou-se o meu projeto de divulgação das músicas e dos músicos em Portugal e no mundo. Uma espécie de praça onde há todas as probabilidades de encontrarmos músicos.

Na Meloteca ganham hoje sentido os meus estudos profissionalmente inúteis. Guardo no coração muitas pessoas que encontrei (na Madeira, Lisboa e concelho de Salvaterra, e não esqueço o apoio da minha família. Ter estudado Bíblia, Liturgia, Latim, Grego, ter gostado de línguas, literatura, poesia, artes e ciências faz parte do que a Meloteca é. Com a aplicação desses conhecimentos, tenho a certeza de que os meus estudos não foram em vão. Por outro lado, a Meloteca é uma ótima universidade para mim. Ensina muitas coisas ao meu filho Gonçalo e a mim e traz-me numerosos dados sobre a música contemporânea.

Na escola primária lembro-me de ter feito uma composição sobre o que queria ser qando fosse grande. Lembro-me de ter escrito que gostava de criar algo de novo e importante para o País. Mensagens que recebo levam-me a pensar que a Meloteca está a cumprir aquela redação inocente da infância: levar longe o melhor da cultura musical portuguesa. Recordo aqui duas pessoas que contribuiram decisivamente para o meu gosto pela escrita: a professora primária Emília Azevedo Pinto e o P.e Manuel Henriques.

A história da Meloteca é assim uma história de paixão e procura. De gosto pela música e de uma certa dedicação missionária, de voluntariado à cultura portuguesa. Acredito cada vez mais que o Sítio tem potencialidades de projeto sustentável.

Como se deu a aposta da Meloteca nas AEC?

Em 2007, as Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) foram uma janela de oportunidade para um portal que já nessa altura era do conhecimento de muitos músicos e professores. Apostei na formação de professores com base na experiência que eu vinha acumulando desde 2001. Entre setembro de 2007 e abril de 2013, foi dada formação Meloteca a professores de Música no 1º Ciclo, tendo-se ultrapassado os 1400 formandos em ações de Norte a Sul.

O que é a Livraria Meloteca?

A necessidade da formação para professores de música nas AEC em 2007 pôs a nu outra necessidade: a de materiais de apoio para a Música num contexto próprio, que não é o de Conservatório, mas é o do 1º Ciclo do Ensino Básico. Nos últimos anos, foram criadas coletâneas de canções e cadernos de apoio ao ensino da Música. Um dos princípios que contribuiram para a expansão destes meios foi a articulação da Música com o Currículo do 1º Ciclo. Nestas circunstâncias, o Ensino da Música é mais enriquecedor se valorizar conteúdos que a escola valoriza: provérbios, adivinhas, poemas, rimas, trava-línguas. "Música a brincar, música a sério" é um título que procura realçar o quanto se aprende com a brincadeira. Como pai e professor, tenho a convicção de que os professores, educadores e encarregados de educação podem fazer muito pelo desenvolvimento das crianças recorrendo à rima e ao ritmo. A venda desses recursos através da Livraria virtual perspetivam a sustentabilidade do projeto sem quaisquer apoios do estado, apesar de o projeto ser reconhecido pelo Ministério da Cultura em 2005.

Em que consiste o Campo da Música?

Em Avintes, o Campo da Música, adquirido em 2010, vai-se tornando um espaço cada vez mais aprazível para crianças e adultos: Campo Meloteca, campo de sentidos. Espaço para o desenvolvimento global da criança. Com árvores, sombras, frutos, flores, ervas aromáticas, animais, passeios, tanque de pedra para banhos, revela-se um espaço delicioso e terapêutico. É também uma escola para o meu filho. As minhas atividades de professor, formador e as vendas de livros vão ajudando à reconstrução da casa antiga. Espero ter lá nos próximos anos um escritório, biblioteca, espaço de formação e oficina musical.

Qual o peso das agendas culturais e musicais na Meloteca?

Há 10 anos eu recebia de vários municípios agendas culturais impressas e, se queria ter uma agenda minimamente atualizada na Meloteca, tinha muito trabalho a inserir informação. Hoje as agendas culturais publicam-se cada vez mais de forma digital através de ferramentas como o Issuu, economizando recursos e poupando o ambiente. Esta ferramenta converte em livro digital os nossos documentos que temos de enviar em formato PDF. No Issuu criam-se e partilham-se os livros e revistas. O Issuu ainda não é muito conhecido em Portugal, mas estou certo que virá a sê-lo. As autarquias continuam a precisar das artes gráficas, mas poupam na impressão. A conta da Meloteca no Issuu, a Agenda no Facebook e a Agenda Meloteca no Sítio da Música promovem o conhecimento do que se faz em Portugal de Norte a Sul, do Litoral ao Interior.

Até onde pensa alargar o "Álbum de Músicos"?

A secção "Álbum Enciclopédico de Músicos Portugueses Contemporâneos" tem cerca de um mês e já contém cerca de 800 fotos de músicos portugueses ou residentes em Portugal. É impensável sem o alcance que a Meloteca foi atingindo desde o seu lançamento em 2003 e sem a expansão das redes sociais que me trazem diariamente informações sobre músicos consagrados e jovens músicos que terão carreiras brilhantes em Portual e no estrangeiro. Esta secção contribui para a conexão dos músicos portugueses e para o seu reconhecimento fora do campo estritamente musical. Além disso, pode alavancar a atualização das biografias existentes na Meloteca. Mais do que apenas um álbum fotográfico digital, pretende-se uma enciclopédia atualizada dos músicos contemporâneos. Toda a secção de músicos divulga professores, compositores, instrumentistas, agrupamentos corais e instrumentais, escolas e obras impressas no âmbito da música.

António José Ferreira

18 de outubro de 2015

Meloteca e outros sítios

Desde 2003, nasceram muitos sítios e também morreram alguns projetos que eram interessantes e mesmo inovadores. Resistir crescendo é motivo de satisfação. A Meloteca proporciona, cada vez mais, cultura, informação, educação e lazer. Contribuindo para o acesso mais generalizado à música e à cultura, de um modo descentralizado, regionalizado e interdisciplinar, presta um serviço público à democracia.

Agenda musical

A Meloteca contribui para a divulgação de acontecimentos musicais realizados nos grandes centros urbanos e em meios periféricos do País, agora com o recurso às redes sociais.

Organística

Sem financiamento, a Organoteca contribui de modo significativo para o conhecimento do património organístico português. A nível da fotografia destaca-se entre outros o contributo do Engº Francisco Falcão, com dezenas de excelentes fotos. A partir de Fevereiro de 2007, a colaboração de Nuno Mimoso contribuiu para um grande salto qualitativo do inventário. Hoje a Organoteca no Facebook é um espaço de partilha de informação sobre a música para órgão em Portugal.

Música Sacra

A Música Sacra foi o embrião da Meloteca e continua a ser importante. Além dos artigos, textos e bibliografia, esta secção apresenta edições como "Ano C", sugestões de canto para o ano litúrgico, "Canta Deus", coletânea de 100 cânticos religiosos, e "Festa com Jesus", opúsculo de cânticos para crianças.

A extensa bibliografia que resultou da recolha e investigação feita para a tese de mestrado Música Sacra e/ou Música Litúrgica contribui para um melhor conhecimento dos textos do magistério, das colectâneas e livros de canto fundamentais na música religiosa do século XX.

História

Além das biografias e historiais de músicos e instituições portuguesas, a Meloteca divulga artigos no âmbito da História da Música, sendo de realçar neste momento os textos de João-Heitor Rigaud, musicólogo e compositor do Porto. Vamos também melhorando e criando novas tabelas cronológicas importantes para a compreensão da Música em Portugal e no mundo.

Educação

No campo da Educação, a Meloteca divulga recursos educativos musicais para todas as idades, desde o Jardim de Infância até à Idade Sénior. Apresenta os multimeios (DVD, CD-Rom, CD-Rom) disponíveis no mercado.

Os testes interactivos e jogos pedagógicos para a Educação e Expressão Musical são um trabalho pioneiro em Portugal. Igualmente novo no 1º Ciclo é o trabalho de articulação da música com o Estudo do Meio, a Língua Inglesa, a Poesia Visual, a Expressão Plástica, o instrumentário tradicional e as tradições populares.

Organiza desde 29 de Setembro de 2008 formação para professores de Música nas Actividades de Enriquecimento Curricular, tendo realizado formação para mais de 1400 formandos, quase todos professores.

Obras

A grande aposta da Meloteca a partir de 2010 foi a a criação de recursos de apoio à Música no Ensino.

Na Loja pode obter informação mais pormenorizada dos materiais disponíveis:

http://www.meloteca.com/livraria.htm

Coletâneas

Canta o Mundo, colectânea, texto e música

Canta Portugal, colectânea, texto e música

Canta a Escola, colectânea para o Ensino Básico, texto e música

Canta o Jardim, colectânea para o Jardim de Infância, texto e música

Canta o Natal, colectânea, texto e música

Sing a song, colectânea, texto e música

Canta Deus, colectânea de cânticos litúrgicos, texto e música


Cadernos de apoio a professores no básico e pré-escolar

Adivinhas Musicais

Brincadeiras cantadas

Com música aprendo

Destrava a Língua

Dicas para o Ensino da Música

Doutor Provérbio

Estórias de Música

Jogos cantados

Jogos musicais

Lenga língua

Lengalengas

Matemúsica

Música a brincar, música a sério

Música ao ar livre

Música criativa, música ativa

Música e cidadania

Música e desenvolvimento

Música em movimento

Música especial

Música mágica

Música para bebés

Música, enriquecimento curricular

Musicália

Músicas medievais

Musicatividades 1

Musicatividades 2

Musicatividades 3

Musicatividades 4

Músicos do riso

Onomatopeias e verbos onomatopaicos

Pequenos poemas grandes poetas

Provérbios tocantes

Tubos em harmonia


Cadernos para colorir

Música colorida, desenhos musicais para colorir no Jardim de Infância

Música a pintar, desenhos musicais para colorir no 1º Ciclo

Animais que tocam, desenhos musicais para colorir

Danças coloridas, desenhos musicais para colorir

Instrumentos a pintar, desenhos musicas para colorir

Vozes de amimais, verbos onomatopaicos e imagens para colorir

Natal colorido, 100 desenhos com motivos natalícios

Animalia Orchestra, 100 desenhos de animais para escutar e colorir

 

Jardim da Música, manual para o Jardim de Infância

Ritmos e melodias, 100 propostas para o Ensino Básico

Som da Escola 1, propostas para articular Música e Currículo do 1º Ano

António José Ferreira

TOPO

FORMAÇÃO REALIZADA

Entre Dezembro de 2007 e dezembro de 2012 participaram em formações Meloteca cerca de 1193 formandos, sobretudo professores de Música nas AEC, oriundos de mais de metade dos concelhos de Portugal, de Norte a Sul do País.

A esses acrescentam-se 60 professores de Música no Concelho de Gaia a quem António José Ferreira ministrou dois módulos, em três cursos certificados pela Divisão de Recursos Humanos da Câmara.

Um número significativo participou em duas, três, quatro e até cinco formações, o que muito estimula a nossa criatividade.

Algumas ações, (Santarém, Castelo de Paiva, Santa Maria da Feira, Marco de Canaveses, Vila Praia de Âncora, Alcanede), foram promovidas respetivamente pela Associação Evoluir21 - Associação para o Desenvolvimento de Competências em Ciência, Tecnologia e Robótica; a Pergaminho - Sala de Estudo, Traduções e Explicações, Lda; Academia de Música de Santa Maria da Feira; Artâmega - Academia das Artes do Marco de Canaveses; Academia de Música Fernandes Fão, Vila Praia de Âncora; Serra do Saber - Centro de estudos e Formação Profissional Lda.

Todas as formações são avaliadas pelos formandos.

 

AVINTES

Formação

27 dezembro 2012. 15 participantes, de Palmela, Setúbal, Gondomar, Vila Nova de Gaia, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, Trofa, Valongo, Braga. Formador: António José Ferreira.


AVINTES

Formação

24 novembro. 5 participantes. Formador: António José Ferreira.


AVINTES

Formação

20 outubro. 6 participantes. Formador: António José Ferreira.


AVINTES

Campo da Música

15 setembro. 8 participantes. Formador: António José Ferreira.


SÃO PEDRO DO SUL

SÃO PEDRO DO SUL

Foto: São Pedro do Sul

20 de julho de 2012. EB 1 de Várzea. 13 participantes. Formador: António José Ferreira.


ALBUFEIRA / FERREIRAS

ALBUFEIRA

Foto: Albufeira, sede do Concelho

17 de julho de 2012. EB 2/3 de Ferreiras, Albufeira. 13 participantes. Formador: António José Ferreira.


CINFÃES

CINFÃES, IGREJA DE TAROUQUELA

Foto: Igreja de Tarouquela, um dos ex-libris do concelho

16 de junho de 2012. Casa dos Outeirinhos, Cinfães. 7 participantes. Formador: António José Ferreira.


REBORDOSA / PAREDES

REBORDOSA

Foto: Igreja Matriz de Rebordosa

09 de junho de 2012. EB23 de Rebordosa. 17 participantes. Formador: António José Ferreira.


AMARANTE

AMARANTE

Foto: Amarante

12 de maio de 2012. EB23 de Amarante. 25 participantes. Formador: António José Ferreira.


SÃO BRÁS DE ALPORTEL

São Brás de Alportel

Foto: Centro de Artes e Ofícios

28 de Julho de 2011. CAO. 14 participantes. Formador: António José Ferreira.


SILVES

Silves

Foto: Silves

25 de julho de 2011. EB 2/3 Dr. Garcia Domingues. 18 participantes. Formador: António José Ferreira.


FELGUEIRAS

Felgueiras

Foto: Felgueiras

28 de maio de 2011. Salão Nobre da Junta de Freguesia de Margaride. 22 participantes. Formador: António José Ferreira.

10 de junho 2011. Salão Nobre da Junta de Freguesia de Margaride. 20 participantes. Formador: António José Ferreira.


AMARANTE

AMARANTE

Foto: Amarante

13 de abril de 2011. EB23 de Amarante. 17 participantes. Formador: António José Ferreira.

15 de abril de 2011. EB23 de Amarante. 16 participantes. Formador: António José Ferreira.


ALCANEDE, SANTARÉM

Castelo de Alcanede
Foto: Castelo de Alcanede
29 de janeiro de 2011. Oficina realizada nas instalações da Serra do Saber - Centro de estudos e Formação Profissional Lda., Alcanede. 15 participantes. Formador: António José Ferreira.

LOULÉ / ESCOLA SECUNDÁRIA

CASTELO DE LOULÉ

Foto: Castelo de Loulé

22 de julho de 2010. Escola Secundária de Loulé. 09 participantes. Formador: António José Ferreira.

23 de julho de 2010. Escola Secundária de Loulé. 14 participantes. Formadores: António José Ferreira.


AVINTES

EB1 do Palheirinho

Foto: EB1 Palheirinho

03 de julho de 2010. EB 1 do Palheirinho. 06 participantes. Formador: António José Ferreira.


MARCO DE CANAVESES

MARCO DE CANAVESES

Foto: Igreja Matriz Marco de Canaveses (Siza Vieira)

30-31 de março de 2010. 22 participantes. Curso promovido pela Artâmega - Academia das Artes do Marco de Canaveses, em Vila Boa de Quires. Formadores: Paulo Coelho de Castro, Gustavo Magalhães, Nicolas Tricot, António José Ferreira, Pedro Filipe Cunha.


VILA PRAIA DE ÂNCORA

Vila Praia de Âncora

Foto: Igreja Matriz de Vila Praia de Âncora

27 de fevereiro de 2010. Academia de Música Fernandes Fão. 28 participantes. Formadores: Marina Carvalho, Andrea Mesquita, António José Ferreira.


ARCOS DE VALDEVEZ / EPRALIMA

Arcos de Valdevez

Foto: Arcos de Valdevez

05 de fevereiro de 2010. EPRALIMA. 50 participantes. Formadores: António José Ferreira.


BRAGA

BRAGA

Foto: Braga

29 e 30 de dezembro de 2009. EB 2/3 André Soares. 25 participantes. Formadores: Paulo Coelho de Castro, Rita Magalhães, Madalena Magalhães, António José Ferreira.


MIRANDELA

MIRANDELA

Foto: Mirandela

28 de dezembro de 2009. EB 2/3 Luciano Cordeiro. 21 participantes. Formadores: António José Ferreira.


OVAR

OVAR

Foto: Ovar

22 e 23 de dezembro de 2009. Auditório do Posto de Turismo do Furadouro. 25 participantes. Formadores: Adalgisa Pontes, Marina Carvalho, Armando Moreira, António José Ferreira.

Apoio Câmara Municipal de Ovar


SANTO TIRSO

SANTO TIRSO

Foto: Mosteiro de São Bento

23 e 24 de novembro de 2009. Escola Secundária Tomás Pelayo. 14 participantes. Formadores: Sofia de Melo, António José Ferreira.


LISBOA

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA

Foto: Colégio de Santa Doroteia

05 de outubro de 2009. Colégio de Santa Doroteia. 16 participantes. Formadores: António José Ferreira.


LEIRIA

LEIRIA

Foto: Castelo de Leiria

09 de setembro de 2009. EB 2/3 D. Dinis. 16 participantes. Formadores: António José Ferreira.


LOULÉ

CASTELO DE LOULÉ

Foto: Castelo de Loulé

21-24 de julho de 2009. Escola Secundária de Loulé. 15 participantes.

27-30 de julho, Loulé, manhã. 24 participantes. Formadores: Luiz Duarte, Manuel Amorim, António José Ferreira.

27-30 de julho, Loulé, tarde. Escola Secundária de Loulé. 22 participantes. Formadores: Luiz Duarte, Manuel Amorim, António José Ferreira.


AMARANTE

AMARANTE

Foto: Amarante

22-25 de junho de 2009. EB 2/3 de Amarante. 16 participantes. Nuno Jacinto, Marta Santos Costa, Armando Moreira, António José Ferreira.


AMARANTE

AMARANTE

Foto: Amarante

30 Março - 02 de abril de 2009. Escola Secundária. 23 participantes. Formadores: Adalgisa Pontes, Armando Moreira, Paulo Coelho de Castro, António José Ferreira.


MARCO DE CANAVESES

MARCO DE CANAVESES

Foto: Igreja Matriz Marco de Canaveses (Siza Vieira)

03, 10, 17, 24, 31 de março de 2009. 20 participantes. Curso promovido pela Artâmega - Academia das Artes do Marco de Canaveses, em Vila Boa de Quires. Formadores: Andrea Mesquita, Susana Afonso, António José Ferreira.


SANTARÉM

SANTARÉM

Foto: Rosácea

23 de Fevereiro de 2009. Escola Secundária Ginestal Machado. 21 participantes. Formadores: António José Ferreira.


GUARDA

Guarda

Foto: Sé da Guarda

01 dezembro de 2008. Centro Cultural e Social de São Miguel. 11 participantes. Formadores: António José Ferreira. Apoio Junta de Freguesia.


CASTELO DE PAIVA

Pejão

Foto: Rio Douro

27 e 28 novembro de 2008. EB 2/3 do Couto Mineiro. 11 participantes. Acção promovida pela Pergaminho - Sala de Estudo, Traduções e Explicações, Lda. Formadores: António José Ferreira.


SETÚBAL

SETÚBAL

Foto: Setúbal

07 de setembro de 2009.EB 2/3 Bocage. 20 participantes. Formadores: António José Ferreira.


GAIA, AVINTES

PARQUE BIOLÓGICO DE GAIA

Foto: Parque Biológico de Gaia

27 de junho de 2009. 18 participantes. Formadores: António José Ferreira.


LISBOA

LISBOA

Foto: Casa do Artista

01 de maio de 2009. Casa do Artista. 21 participantes. Formadores: António José Ferreira.


VOUZELA

VOUZELA

Foto: Vouzela

02 de abril de 2009. Escola EB 2/3 de Vouzela, ação organizada e promovida pelo Gabinete de Educação da Câmara Municipal de Vouzela com âmbito do I Fórum Educação - Actividades de Enriquecimento Curricular. 19 + 19 participantes. Formadores: Adalgisa Pontes, António José Ferreira.


SANTA MARIA DA FEIRA

Santa Maria da Feira

Foto: Castelo de Santa Maria da Feira

22, 23, 29, 30 de dezembro de 2008. 16 + 16 participantes. Curso promovido pela Academia de Música de Santa Maria da Feira com apoio da Câmara Municipal na divulgação. Sofia de Melo, Armando Moreira, Pedro Filipe Cunha, Paulo Coelho de Castro, António José Ferreira.


BRAGA

Braga

Foto: Braga

19, 20, 22, 23 de dezembro de 2008. EB 2/3 Alberto Sampaio. 24 participantes. Formadores: Susana Afonso, Adalgisa Pontes, Armando Moreira, António José Ferreira.


SANTARÉM

SANTARÉM

Foto: Rosácea

24 e 25 de novembro de 2008. EB 2/3 Alexandre Herculano. 25 participantes. Ação promovida pela Associação Evoluir21 - Associação para o Desenvolvimento de Competências em Ciência, Tecnologia e Robótica. Formadores: António José Ferreira.


GAIA, AVINTES

PARQUE BIOLÓGICO DE GAIA

Foto: Parque Biológico de Gaia

15, 22 de novembro de 2008. 10 participantes. Formadores: António José Ferreira.


MIRANDELA

MIRANDELA

Foto: Mirandela

25 e 26 de setembro de 2008. Centro Juvenil Salesiano. 16 participantes. Formadores: António José Ferreira.


LEIRIA

LEIRIA

Foto: Castelo de Leiria

15 e 16 de setembro de 2008. Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira. 13 participantes. Ação apoiada pela Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira. Formadores: António José Ferreira.


VISEU

VISEU

Foto: Viseu

10 e 11 de setembro de 2008. Biblioteca Municipal D. Miguel da Silva. 21 participantes. Ação apoiada pela Biblioteca Municipal D. Miguel da Silva. Formadores: António José Ferreira.


ALBUFEIRA

HOTEL VILA GALÉ CERRO ALAGOA

Foto: Hotel Vila Galé

24 e 25 de julho de 2008. Hotel Vila Galé Cerro Alagoa. 24 participantes. António José Ferreira


FARO

PARQUE BIOLÓGICO DE GAIA

Foto: Faro

22 e 23 de julho de 2008. Hotel Faro. 22 participantes. Formador: António José Ferreira.


GUIMARÃES / JUNTAS DE FREGUESIA

GUIMARÃES

Foto: Castelo de Guimarães

07 e 08 julho de 2008. Sede das Juntas de Freguesia da Cidade. 20 participantes. Formador: António José Ferreira.


GAIA, AVINTES

PARQUE BIOLÓGICO DE GAIA

Foto: Parque Biológico de Gaia

30 de Junho-03 de julho de 2008. Parque Biológico de Gaia. 20 participantes. Formadores: Rita Magalhães, Madalena Magalhães, Maria José Coutinho, Andrea Mesquita, Emílio Remelhe.


VILA REAL

VILA REAL

Foto: Vila Real

25-28 de junho de 2008. Teatro de Vila Real. 14 participantes. Formadores: José Pedro Correia, Marta Santos Costa, António José Ferreira.


AMARANTE / CENTRO PASTORAL

AMARANTE

Foto:

25-28 de junho de 2008. Centro Pastoral de Amarante. 15 participantes. Formadores: Pedro Filipe Cunha, Rita Magalhães, Madalena Magalhães, Emílio Remelhe, Paulo Coelho de Castro.


PONTE DE LIMA

PONTE DE LIMA

Foto: Ponte de Lima

Sábados 07, 14, 21, 28 junho de 2008. Academia de Música Fernandes Fão, Pólo de Ponte de Lima. 20 participantes. Formadores: Pedro Filipe Cunha, Armando Moreira, Regina Silveira, Sofia de Melo, Paulo Coelho de Castro.


BARCELOS

BARCELOS

Foto: Barcelos

07, 14, 21, 28 de junho de 2008. Biblioteca Municipal de Barcelos. 14 participantes. Formadores: Marta Santos Costa, Regina Raposo, Emílio Remelhe, António José Ferreira.


PENAFIEL

JUNTA DE FREGUESIA DE PENAFIEL

Foto: Junta de Freguesia de Penafiel

Sábados 10, 17, 24, 31 de maio de 2008. Junta de Freguesia de Penafiel. 23 participantes. Formadores: Rui Melo, Pedro Filipe Cunha, Madalena Magalhães, Rita Magalhães, Maria José Coutinho, Andrea Mesquita.


GAIA, AVINTES

PARQUE BIOLÓGICO DE GAIA

Foto: Parque Biológico de Gaia

25-28 de março de 2008. Parque Biológico de Gaia. 23 participantes.


AMARANTE / BIBLIOTECA MUN. + CPA

AMARANTE

Foto: Amarante

25-28 de março de 2008. Biblioteca Municipal Albano Sardoeira. 22 participantes. Formadores: Andrea Mesquita, Armando Moreira, Rui Melo, Maria José Coutinho, António José Ferreira.

25-28 de Março de 2008. Centro Pastoral de Amarante. 23 participantes. Formadores: Andrea Mesquita, Armando Moreira, Rui Melo, Maria José Coutinho, António José Ferreira.


FELGUEIRAS / QUINTA DO MOSTEIRO

FELGUEIRAS

Foto: Câmara Municipal de Felgueiras

17-20 de março de 2008. Dois cursos. 45 participantes. Marta Santos Costa, Maria José Coutinho, Pedro Filipe Cunha, António José Ferreira.


GAIA, AVINTES

PARQUE BIOLÓGICO DE GAIA

Foto: Parque Biológico de Gaia

17-20 de março de 2008. 16 + 16 participantes. Formadores: Rita Magalhães, Madalena Magalhães, Regina Silveira, Sofia de Melo, Regina Raposo, Marta Santos Costa, Armando Moreira, Paulo Coelho de Castro, António José Ferreira.


GAIA, AVINTES

PARQUE BIOLÓGICO DE GAIA

Foto: Parque Biológico de Gaia

08 de Março, 12 de abril, 10 de Maio, 07 de Junho de 2008. Parque Biológico de Gaia. 10 participantes. Formadores: António José Ferreira.

GAIA, AVINTES

PARQUE BIOLÓGICO DE GAIA

Foto: Parque Biológico de Gaia

17-20 de dezembro de 2007. Parque Biológico de Gaia. 17 participantes. Formadores: Paulo Coelho de Castro, António José Ferreira.

Meloteca

TOPO