MELOTECA SÍTIO DE MÚSICAS E ARTES
Siga-nosFacebookFacebookTwitterLinkedInTumblrFlickr
> Mús. sacra
PRINCIPAL
Anjo músico Rei David
Santo Ambrósio
Santa Cecília

CRONOLOGIA DE MÚSICA SACRA

MUNDO

ANO

PORTUGAL

1900
Nasce Alberto Brás.
Breve "Nos quidem" de Leão XIII ao abade de Solesmes
1901
Nasce Ivo Cruz.
Por decreto, Leão XIII proíbe os castrati na capela pontifícia
1902
Nasce Frederico de Freitas.
Pontificado de Pio X. Motu proprio "Tra le Sollecitudini" e carta Il desiderio (Pio X).
1903
O P.e António de Menezes publica a "Lyra Sacra"
Decreto Urbi et Orbi sobre a Música Sacra.
1904
Nasce Júlia d'Almendra.
Motu proprio de Pio X aprovando o novo regulamento da Capela Sistina.
1905
O P.e Knaepbel divulga o canto gregoriano em Braga.
Declaração da Congregação dos Ritos sobre as formas de notação musical
1906
"Cantus Missae"
1907
Edição vaticana do novo "Graduale"
1908
"Officium Defunctorum"
1909
Congresso Litúrgico de Mont-César
1910

Implantação da República.

O P.e Tomás Borba publica os "Coros religiosos".

Com "Paraísos artificiais", Luís de Freitas Branco introduz o modernismo em Portugal

Decreto da Congregação dos Ritos sobre as edições gregorianas. Nasce a "Révue Grégorienne".
1911
Novo "Antiphonale diurnum romanum".
1912
Gastoué publica "Le Graduel et l'Antiphonaire romains".
1913
I Guerra Mundial. Pontificado de Bento XV.
1914
Nasce Manuel de Faria Borda.
Normas de Bento XV para a Capela de Latrão. Congresso Litúrgico de Monserrat.
1915
Nasce Rodrigues de Azevedo
1916

Nasce a revista "Acção Católica".

Nascem Manuel Faria e Benjamim Salgado.

1917

Aparições de Nossa Senhora, em Fátima.

"Manual do Soldado Português" (org. do P.e Ballester com 56 páginas de cânticos).

Nascem José Augusto Alegria e Manuel Valença.

Fim da I Grande Guerra.
1918
Nasce José Ferreira.
Nasce a revista "Bulletin Paroissiale Liturgique"
1919
1920
Alexandre dos Santos publica o "Saltério Eucarístico"
Carta de Bento XV pela inauguração de um monumento a Palestrina
1921
Nasce Fernando Corrêa de Oliveira.
Pontificado de Pio XI.
1922
Carta de Pio XI ao Cardeal Bisleti
1923
Renasce o diário "Novidades" como órgão oficioso do episcopado.
Esclarecimento de Pio XI sobre o canto no Carmelo
1924

Nasce Manuel Simões.

I Congresso Eucarístico Nacional de Braga.

1925
Os missionários espiritanos publicam o "Cantai ao Senhor".
1926

Concílio Plenário Português.

I Congresso Litúrgico Nacional de Vila Real.

Os monges beneditinos publicam a revista litúrgica "Opus Dei".

Nasce Manuel Luís e Maria de Lurdes Martins

5ª edição do "Cantuale", com 5 cânticos de Luís de Freitas Branco.
1927

O P.e Luís Gonzaga Mariz, da Companhia de Jesus, edita o "Devocionário Musical".

O P.e José Eduardo de Matos edita a revista "Música Sacra" (Coimbra).

Constituição "Divini Cultus" (Pio XI)
1928

Acaba a "Revista Música Sacra".

I Congresso Litúrgico Nacional Romano-Bracarense.

Nasce Carlos Silva.

1929
Nasce Henrique Faria.
1930
Nasce Mendes de Carvalho.
1931

Abre o Seminário de Cristo-Rei dos Olivais.

Os P.es Alaio e L. Torres editam os "Ecos do Santuário".

1932
Semanas Litúrgicas de Lisboa e de Santo Tirso.
1933

Primeiro cântico conhecido de Manuel Faria.

Nasce Miguel Carneiro.

"Antiphonale monasticum"
1934
Nasce Filipe Pires.
Resposta da Congregação dos Ritos sobre o mensuralismo
1935
1936
Nascem José Fernandes da Silva, António Ferreira dos Santos, David Oliveira e Joaquim dos Santos.
1937

Nascem Constança Capdeville e Mário Silva.

Morre Manuel Alaio.

Acaba a revista "Opus Dei" e nasce a "Lumen".

"Manual de Harmonia" do P.e Tomás Borba.

"Noemi", de Luís de Freitas Branco.

Carta do Card. Pacelli à Associação Internacional de Santa Cecília.
1938

"Missa em honra da Senhora do Sameiro" (Manuel Faria).

Provisão do bispo de Coimbra sobre festas religiosas.

Início da II Grande Guerra. Pontificado de Pio XII
1939
Nasce Cândido Lima.
Carta de Romano Guardini ao Bispo de Mogúncia sobre o canto popular
1940

Concordata entre o Estado Português e a Santa Sé.

Nasce António Victorino de Almeida.

"In agendi mortuorum iuxta Ritum monasticum"
1941
1942

O Seminário dos Olivais publica a revista Novellae Olivarum.

Nasce José Pedro Martins.

Provisão do bispo do Porto sobre coros.

Surge em Paris o Centre de Pastorale Liturgique.
1943
Provisão do Patriarca de Lisboa sobre festas religiosas.
Fim da II Grande Guerra. Nasce a revista "La Maison-Dieu".
1944
Provisão do bispo do Porto sobre festas.
1945

Manuel Faria publica os "Cânticos da Juventude".

Com ex-seminaristas dos Olivais, é fundado o coro "Stella Vitae".

Nasce Amílcar Vasques Dias

1946

O Seminário de Braga publica a revista "Cenáculo".

Nascem António Azevedo Oliveira e António Cartageno.

Pio XII publica a encíclica "Mediator Dei".
1947
Nasce em Singeverga a revista "Liturgia".
Surge a revista "Musique et Liturgie".
1948
A Congregação dos Seminários apresenta a Música Sacra como disciplina necessária. Proíbe os instrumentos electrofónicos.
1949
Nasce Teodoro Dias de Sousa.
I Congresso Internacional de Música Sacra em Roma. Publicação de "Les modes grégoriens dans l'oeuvre de Débussy", de Júlia d'Almendra, em Paris.
1950

I Semana de Formação Litúrgica e Gregoriana de Fátima.

Morre o P.e Tomás Borba.

Nascem Christopher Bochman e Paulo Brandão.

 Pio XII aprova os novos estatutos da Associação Internacional de Santa Cecília.
1951

Acaba a revista "Liturgia".

Liga dos Amigos do Canto Gregoriano.

Maria de Lurdes Martins compõe a "Cantata de Natal".

 O Congresso Eucarístico de Barcelona insiste na participação.
1952

A firma Ruffati instala um grande órgão no coro alto da Basílica de Fátima.

I Semana Gregoriana de Évora.

1953

Centro de Estudos Gregorianos de Lisboa.

"Missa Votiva" (Manuel Faria)

1954

I Jornada Gregoriana Setúbal.

Nasce em Singeverga a revista "Ora et Labora".

José Augusto Alegria sugere a realização de um Congresso de Música Sacra.

 Encíclica "Musicae Sacrae Disciplina" (Pio XII). Mensagem de Pio XII ao II CIMS.
1955

As Edições Salesianas publicam o hinário "Cantar é rezar".

"Corais majestosos coreográficos e religiosos do Baixo Alentejo", do P.e António Marvão

Pio XII proclama S. Domingos Sávio padroeiro dos Pequenos Cantores. Alocução ao Congresso Internacional de Pastoral Litúrgica de Assis (Pio XII).

1956

Nasce a revista "Canto Gregoriano".

I Semana Gregoriana da Madeira.

I Jornadas Gregorianas de Coruche.

Fundação Calouste Gulbenkian.

Morre Luís de Freitas Branco.

 Revista "Église qui chante".
1957

I Semana Gregoriana do Algarve.

"Três salmos" de Manuel Faria.

Nasce João Pedro Oliveira.

Amílcar Vasques Dias estuda no Seminário de Braga.

Cândido Lima é seminarista e organista da Sé de Braga.

Pontificado de João XXIII. Instrução da Congregação dos Ritos "De Musica Sacra et Sacra Liturgia".

1958

I Semana Gregoriana do Porto.

I Semana Gregoriana de Coimbra.

O P.e Manuel Luís publica "10 Cânticos sobre os Salmos".

"A Igreja do mar", de Frederico de Freitas.

João XXIII anuncia a intenção de um Concílio. "Officium Hebdomadae Sanctae et Octavae Paschae cum cantu"
1959

Nasce o "Boletim de Informação Pastoral" (Lisboa).

"Ao Menino Jesus" de Maria de Lurdes Martins.

Nasce António de Sousa Dias.

1960

Morre Monsenhor Pereira dos Reis.

O P.e Mário Silva publica o "Glória a Deus"

"Iucunda Laudatio" (João XXIII)
1961

É publicado na Namaacha (Moçambique) o "Cantar é rezar. Manual de cânticos religiosos (em latim, português, chope e ronga)".

A Editorial Missões publica o "Cantemos Todos".

Nascem Vasco Azevedo e Pedro Rocha.

"Veterum Sapientia" (João XXIII). "Chant et musique" (Gelineau)
1962

"Deu-me Deus o seu gládio" de Cândido Lima.

Nasce Eurico Carrapatoso.

II Concílio do Vaticano Constituição litúrgica Sacrossanctum Concilium. Pontificado de Paulo VI
1963

Santa Luzia (arra.) e Cristo de Cândido Lima.

Cantata "O Natal do anjinho dorminhoco", de Constança Capdeville.

"Inter Oecumenici" (Congregação dos Ritos
1964

De Ferreira dos Santos é publicada a "Missa Simples em português".

O P.e Medeiros publica os "24 Salmos em português".

Nasce Ivan Moody.

"Kyriale Simplex"
1965

Manuel Luís publica a "Missa Responsorial".

Nomeação da Comissão Portuguesa de Música Sacra.

D. Florentino nomeia a Comissão Diocesana de Música Sacra do Porto.

Primeira missa televisiva segundo a reforma.

Surge o "Boletim de Informação Litúrgica", da Comissão de Liturgia e Música Sacra do Patriarcado de Lisboa.

"O folclore musical do Baixo Alentejo nos ciclos litúrgicos da Igreja", do P.e António Marvão.

"Magnificat" de Cândido Lima.

Nasce Carlos Fernandes.

Alocução de Paulo VI aos Membros do Consilium de Liturgia. Alocução de Paulo VI aos Pueri Cantores
1966

I Semana de Pastoral Litúrgica do Patriarcado

Cânticos para a Semana Santa e Páscoa (Manuel Luís)

Aos coros litúrgicos de França (Paulo VI). A Congregação dos Ritos publica a instrução "Musicam Sacram". Graduale Simplex.
1967

I Semana Bracarense de Música Sacra

"20 cânticos para a missa" (M. Faria)

Normas Litúrgicas da Comissão Episcopal de Liturgia.

Maio de 68. Musica Sacra ancilla liturgia, Nuove strade sono aperte(Paulo VI)
1968

Morre Lima Torres.

O Centro de Estudos Gregorianos e a Liga dos Amigos do Canto Gregoriano são admitidos na CIMS.

De Borges de Sousa são publicados os "Cânticos Litúrgicos" e "Oração Litúrgica da Tarde".

Nasce Sérgio Azevedo.

"Canticum in tenebris" de Álvaro Cassuto.

Instrução Geral do Missal Romano. "Troppe bocche rimangono chiuse" (Paulo VI)
1969

Colectânea "O povo de Deus reunido".

"4 cânticos espirituais" de Cândido Lima.

Alocução ao X CIMS (Paulo VI). "Instructio Tertia" (Congregação dos Ritos).
1970

Acaba o "Boletim de Informação Pastoral".

Nasce a "Voz Portucalense".

O P.e Manuel Simões publica "Salmos e cânticos".

"Missa Dialogada" (M. Faria).

"Instrução Geral da Liturgia das Horas". Dignita di Preghiera nele musiche, Alocução de Paulo VI a religiosas em congresso.
1971

É fundado o Coro da Sé do Porto.

II Semana Bracarense de Música Sacra.

Surge a "Nova Revista de Música Sacra" (Braga).

Edição portuguesa das Melodias Oficiais do Missal Romano.

Nasce Ricardo Ribeiro.

"Il canto comunitario come servizio di carita", Alocução aos bispos italianos (Paulo VI). "Eucharisticum Mysterium" (Congregação dos Ritos e Consilium). "Ordo Cantus Missae"
1972

Manuel Faria recebe o Prémio Nacional de Composição "Carlos Seixas".

Litania (Filipe Pires)

1973

"Boletim de Música Litúrgica" (Porto)

São publicados os "Salmos Responsoriais" do P.e Manuel Luís.

Cândido Lima compõe a "Missa Medieval".

"De thesauro musicae et cantus sacri" (Paulo VI). "Graduale Romanum".
1974

25 de Abril

"Oração de Laudes e Vésperas na Missa das Exéquias" (Porto).

O P.e José de Sousa Marques publica o "Método de Harmónio".

1975
I Encontro Nacional de Pastoral Litúrgica (Fátima)
1976

Morre o P.e Alberto Brás.

Movimento dos Coros Paroquiais do Norte.

Integração do Instituto Gregoriano (CEG) na Universidade Nova.

Começa a publicar-se o "Boletim de Pastoral Litúrgica".

"Cantare con la voce e con il cuore" (Paulo VI)
1977
Criação do conjunto de metais e tímpanos "Sollemnium Concentus".
Pontificado de João Paulo I. Pontificado de João Paulo II.
1978

Morre o P.e Benjamim Salgado.

Requiem de Amílcar Vasques Dias.

"Canto ecuménico" (Filipe Pires)

1979

Morre o P.e Luís Rodrigues.

"Nos dias do Senhor" (Leiria)

"Missa de Pentecostes" (M. Simões)

Il canto sacro parte necessaria e integrale, Carta ao Cardeal Hoeffner. "Musica sacra et liturgia" (João Paulo II).
1980

Morre Frederico de Freitas.

São publicados os "Cânticos Religiosos Alentejanos" (Beja)

"Psalterium monasticum"
1981

Morre o P.e Manuel Luís.

Primeira audição pública absoluta do "Requiem às vítimas do fascismo em Portugal", de Fernando Lopes Graça.

1982

Fim da revista "Ora et Labora".

Colectânea de cânticos "Mundo jovem, cantai ao Senhor".

"Liber Hymnarius"
1983

Morre o Maestro P.e Manuel Faria.

I Encontro Diocesano de Pastoral Litúrgica de Beja.

"Uma voz clama no deserto" (J. P. Martins).

"O crux fidelis", "Salvator Mundi" e "Ecce Lignum", de Bochmann.

1984
António Simões funda a Oficina de Organaria de Condeixa.
Ano Europeu da Música. Alocução na inauguração da sede do PIMS, Homilia às Scholae Cantorum, Carta pelo Ano Europeu da Música(João Paulo II). Nota sobre o canto litúrgico (CEP).
1985

Inauguração do Grande Órgão da Sé Catedral do Porto.

"Ego sum ressurrectio et vita" de Bochmann.

"Canticum canticorum" de Moody.

Morre Ivo Cruz.

 Alocução no 75º aniversário da fundação do PIMS
1986

João Morais publica "Cantos Cristãos".

"Psalmus e Pneuma agion" de João Pedro Oliveira.

"Ave Maria" de Vasco Azevedo.

"Orthodox wedding hymn" e "Two hymns for the office of the Holy Unction", de Moody

Morre o compositor Rui Coelho.

 Carta sobre os Concertos nas Igrejas (Congregação dos Ritos).
1987

"Sete visões do Apocalipse" de João Pedro Oliveira.

"O Magnum Mysterium" de Bochmann.

"Canticle of the Mother of God", de Moody.

"Vicesimus Quintus Annus". Alocução pelo concerto da Academia Respighi e alocução aos Harmonici Cantores (João Paulo II).
1988

I Encontro Diocesano de Pastoral Litúrgica de Vila Real.

"A cidade eterna" de João Pedro Oliveira.

"O Magnum Mysterium" de Vasco Azevedo.

"Puer natus est nobis" de Eurico Carrapatoso.

"Lux fulgebit" de Bochmann.

Canticle of Simeon, Hymn of the transfiguration e Miserere de Moody.

"Passio Domini nostri"
1989

"Verbum caro factum est" e "Hodie Christus natus est", de Bochmann.

"Arkhangelos", "Lament for Christ", de Moody.

É fundado o Coro Gregoriano de Lisboa.

1990

I Jornada Nacional de Grupos Corais Litúrgicos.

Fundação da Escola Diocesana de Música Sacra de Coimbra.

"Novo Cantemos Todos".

"Acorde final: Salmo 150" (Maria de Lurdes Martins).

"Patmos" de João Pedro Oliveira.

 Alocução de João Paulo II pelo centenário da morte de Mozart
1991

Início do I Curso de Música Litúrgica (Fátima).

"Kyrie" de Paulo Brandão.

"Passion and ressurrection", "The divine Lithurgy of St John Chrysostom", de Moody.

1992

Com Georg Jann e Franz Talhammer, Pedro Guimarães funda a Oficina e Escola de Organaria (Emoriz).

I Encontro Nacional de Pequenos Cantores.

Morrem Júlia d'Almendra e Constança Capdeville.

Federação Portuguesa dos Pequenos Cantores.

É publicada o livro litúrgico do Precónio Pascal.

"Teofania" de Paulo Brandão.

"Visão" de João Pedro Oliveira.

"Petite messe naïve pas sollenelle" de Eurico Carrapatoso.

"Songs for Simeon" de Bochmann.

1993

O P.e Benjamim Salgado publica "Música Litúrgica".

"Ave Maria" de Sérgio Azevedo.

 Carta de João Paulo II pelo centenário da morte de Palestrina
1994

I Congresso da Associação Portuguesa dos Amigos do Órgão de Igreja (Coimbra).

É fundada a Escola Diocesana de Música Litúrgica (Aveiro).

Nasce a "Agência Ecclesia".

"Requiem pelo Planeta Terra" de João Pedro Oliveira.

"Ciclo de Natal" de Eurico Carrapatoso.

"Officium Defunctorum" de Sérgio Azevedo.

"Miserere Mei" (Bochmann).

"Prayer to the Mother of God", "Canticum canticorum II", "Lamentation of the Virgin", de Moody.

Morre Fernando Lopes-Graça.

"Ubi est Deus", de Carlos Marecos.

1995

É fundada a Escola Diocesana de Música Sacra de Lisboa.

Morre o P.e Manuel Simões.

Inauguração do Órgão da Lapa (Porto).

Sai a 12ª edição do "Cantemos Todos".

"3 cantos de natividade", de Sérgio Azevedo.

"Lamentations", "Revelation", de Moody.

"Timor et non tremor" e "Natal profano", de Eurico Carrapatoso.

"Levanta a cruz, Madalena", de Carlos Marecos

É inaugurado o Grande Órgão da Lapa (Porto)

1996

Inauguração do Grande Órgão da Sé de Beja.

Publicação da tese de doutoramento "Soli Deo Gloria" (J. Paulo Antunes).

I Concurso para organistas e compositores de música para órgão (Porto).

Início do Inquérito Nacional aos coros litúrgicos.

Manual de Iniciação ao Canto Gregoriano (P.e Manuel Augusto Frade).

"Santo António de todo o mundo" de António de Sousa Dias.

"Nunc dimmittis" de Moody.

"6 canções de Natal", harm. de João Madureira.

1997

Curso de Música da Escola das Artes (Porto).

Grande órgão da Sé de Leiria.

É publicada a edição para canto da "Liturgia das Horas".

É publicado do livro do organista dos "Salmos Responsoriais" de Manuel Luís.

É editado em CD o concerto inaugural do Grande Órgão da Sé do Porto.

É editado em CD o "Requiem à memória do Infante D. Henrique", de Ferreira dos Santos.

"Angelus" de Fernando Lapa

"O Magnum Mysterium" de Paulo Brandão.

"Missa para o último domingo do ano" de Carlos Fernandes.

"Canticum canticorum III" de Moody.

"Virgem da Lapa" e "3 Cantos sacros portugueses", harm. de Sérgio Azevedo.

"Viderunt Omnes", de Pedro Rocha.

"Ai oh! Divina Santa Cruz", de Carlos Marecos.

"Dies Domini" (João Paulo II)
1998

É inaugurado o Grande Órgão da Igreja de Nossa Senhora da Conceição (Porto)

O Secretariado Nacional de Liturgia publica o "Enquirídio dos Documentos da Reforma Litúrgica".

É criada a Associação Manuel Faria.

"Magnificat em talha dourada" de Eurico Carrapatoso.

"O Magnum Mysterium" de Sérgio Azevedo.

"Laudate Domine", de Pedro Rocha.

 "Carta aos artistas" (João Paulo II)
1999

Semana de Música Sacra (Braga).

O Serviço Nacional de Música Sacra edita os "Cânticos instrumentados para banda".

"Cantata de Babel", de Sérgio Azevedo.

"Bênção do pão e Sanfins", de Carlos Marecos

Grande Jubileu do Nascimento de Cristo. 250 anos da morte de J. S. Bach.
2000

Jubileu dos Músicos (Fátima).

Inauguração do Grande Órgão da Cedofeita (Porto).

Cinquentenário da Semana Gregoriana (em Coimbra).

Grande Exposição Cristo, Fonte de esperança (Porto).

A Universidade Católica Portuguesa publica "A Igreja e a cultura contemporânea em Portugal".

TOPO
S. Pio X
S. Pio X
TOPO