MELOTECA SÍTIO DE MÚSICAS E ARTES
Siga-nosFacebookFacebookTwitterLinkedInTumblrFlickr
> Agenda
PRINCIPAL
Auditório da AM Espinho
Coliseu dos Recreios
TNSC
Teatro Aveirense

 

CONCURSO NACIONAL DE CANTO

LUÍSA TODI

Album
20 - 28 Junho 2011

PDFLista de Premiados 2011

PDFConcerto de Finalistas 2011

PDFConcerto de Encerramento 2011

CNCLT 2011
NÚMERO RECORDE DE INSCRIÇÕES CNCLT 2011

As candidaturas ao Concurso Nacional de Canto "Luísa Todi" ultrapassaram o número de 50 cantores inscritos. Trata-se de um verdadeiro recorde de participação, não só neste certame, mas no ratio dos concursos nacionais existentes, na vertente musical.

O Certame terá lugar de 20 a 28 de Junho (data do Concerto de Encerramento no Teatro Nacional de São Carlos, com a Orquestra Filarmonia das Beiras, Maestro António Lourenço).

Ao  prosseguir-se o  Concurso Nacional de Canto  Luísa Todi  que  fundei em Setúbal, não deixo de manifestar a  enorme satisfação de ver concretizados os múltiplos entusiasmos de todos os que de forma generosa e perseverante se atreveram à tarefa. Satisfação tanto maior, quanto é certo viverem os cantores liricos portugueses, profissionais e formandos, um momento de cepticismo e indefinição, não  só  no  que diz respeito à  consolidação  e  acesso  às  carreiras, como também à sua própria dignificação. Talvez seja legítimo esperar que a realização deste certame extravase o mero propósito de ouvir e premiar vozes e se constitua num espaço de reflexão conjunta sobre a problemática do canto em Portugal.

Na esperança de que o Concurso Nacional de Canto Luísa Todi possa manter o prestígio já alcançado fica aqui expressa a sugestão para que entidades como o Teatro Nacional de São Carlos, Fundação Gulbenkian e outras venham recrutar ao Concurso cantores para as suas temporadas. Permitam-me ainda acreditar que a pronta aceitação de muitos responsáveis pela nossa cultura ao convite para integrarem o Júri e a Comissão de Honra do Certame signifique, para além de mais um tributo de prestígio, solidariedade e identificação com os objetivos a que nos propomos.

José Carlos Xavier
Presidente e Fundador do Concurso


CÂMARA MUNICIPAL DE SETÚBAL

A Câmara Municipal de Setúbal levará a efeito entre os dias 20-28 de Junho de 2011, mais uma edição do Concurso Nacional de Canto Luísa Todi.

O Concurso promovido sob a égide da célebre cantora lírica setubalense Luísa Todi (9 de Janeiro de 1753 - 1 de Outubro de 1833) tem-se consagrado como um evento musical de enorme importância cultural.

Ao longo das várias edições do Concurso Nacional de Canto Luísa Todi têm-se revelado jovens vozes, muitas das quais se afirmam agora inquestionavelmente no panorama musical, tanto português como estrangeiro.

Este facto, aliado a outras motivações a que é imperioso atender, como a já remota tradição de notória atividade de cantores, músicos e compositores locais, vêm justificando o forte empenhamento da Autarquia e dos seus parceiros, na organização deste importante certame de canto lírico.

Setúbal reúne as condições essenciais para se constituir como a “capital portuguesa do canto lírico” lema que, no plano da cultura musical vimos formalizando, desde o ano 2001.

Neste ano, prosseguindo o notável histórico da iniciativa, pensamos poder novamente reunir como jurados, personalidades nacionais e estrangeiras, altamente qualificadas e, simultaneamente, assegurar todos os meios técnicos, logísticos e financeiros indispensáveis à realização do Concurso Nacional de Canto Luísa Todi.

Do mesmo modo, pretender-se-á continuar a garantir a qualidade do certame e a permitir o melhor acolhimento de todos, nacionais e estrangeiros que, de vários modos, nele participem.

Estamos convictos de que o Concurso Nacional de Canto Luísa Todi criado com o intuito de dotar a cena musical portuguesa de qualificados cantores líricos, nos seus diversos registos, continuará também, como pretendemos, a contribuir de forma regular para a difusão nacional e internacional da cultura musical portuguesa.

A Câmara Municipal de Setúbal, na qualidade de organizadora do Concurso Nacional de Canto Luísa Todi, está também certa do bom acolhimento desta iniciativa cultural junto dos nossos habituais parceiros, colaboradores e patrocinadores à semelhança da pronta adesão e disponibilidade que desde 1990 vem tornando possível a realização deste evento cultural que a Câmara Municipal de Setúbal uma vez mais se orgulha de promover e organizar.


REGULAMENTO

Ponto 1.

O Concurso, aberto a cantores de nacionalidade portuguesa ou residentes em Portugal e nascidos entre 1976 e 1993, realizar-se-á, entre os dias 20-28 de Junho de 2011, em Setúbal e Lisboa, e compreenderá cinco provas públicas:

a) Uma prova eliminatória masculina, aberta a todos os candidatos inscritos;

b) Uma prova eliminatória feminina, aberta a todas as candidatas inscritas;

c) Uma prova semi-final para ambos os sexos, aberta aos candidatos apurados nas provas eliminatórias;

d) Uma prova final para ambos os sexos, aberta aos candidatos apuradas na prova semi-final, sendo o resultado do Concurso divulgado após a conclusão desta prova.

Ponto 2.

Concerto Final com orquestra e candidatos premiados, seguido da entrega dos prémios.

Ponto 3.

Concerto de Encerramento com orquestra e candidatos premiados, no Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa.

Ponto 4.

Para cada prova, a ordem de participação dos candidatos será determinada por sorteio e só poderá ser modificada em caso de extrema necessidade e com o consentimento prévio do Júri.

a) Para as provas eliminatórias o sorteio, no qual os candidatos inscritos deverão estar presentes, terá lugar no dia terá lugar no dia 20, pelas 11 horas. Os candidatos impossibilitados de assistirem ao sorteio, poderão ser representados por alguém, devidamente credenciado.

b) As provas eliminatórias, masculinas e femininas, terão lugar, respetivamente, nos dias 21 e 22, pelas 14 horas.

c) Após a realização do sorteio que determinará a ordem de participação dos candidatos, a organização do Concurso porá um pianista à disposição dos candidatos que o requererem no ato da inscrição. Neste caso deverão os candidatos enviar dois exemplares das partituras do seu programa, juntamente com o boletim de inscrição, sem o que esta pretensão não será considerada.

Ponto 5.

À exceção das peças do Grupo I, alínea a), todas as peças serão cantadas de cor. As peças serão cantadas no idioma e tonalidade originais. Entende-se por tonalidade original, as tonalidades editadas. As transcrições de textos em outros idiomas serão interditas.

Os programas cujas peças pertençam a um só idioma, para além do português, não serão admitidos. Os candidatos deverão apresentar repertório em, pelo menos, dois idiomas, para além do português. O Presidente do Concurso reserva-se o direito de recusar um programa proposto, caso este não tenha a qualidade considerada suficiente. Desta decisão não haverá recurso.

Ponto 6.

A votação e o apuramento dos candidatos processar-se-á da seguinte forma:

a) Cada elemento do Júri dará o seu parecer, através de uma nota compreendida entre 0 (zero) e 20 (vinte) pontos; No final de cada sessão de provas, as classificações atribuídas pelos elementos do Júri serão entregues ao Presidente do Júri e anunciadas, em voz alta, por cada um daqueles elementos; A nota final, correspondente à média de todas as classificações do candidato na sessão, será anunciada pelo Presidente do Júri.

b) Se, entre os candidatos, se encontrar um ou mais alunos de um elemento do Júri, este não votará.

c) Os candidatos que obtiverem uma nota inferior à nota estabelecida previamente pelo Júri serão eliminados.

d) Os prémios finais serão atribuídos aos candidatos que obtiverem maior pontuação por parte do Júri.

e) Após consulta ao Júri, caberá ao seu Presidente a decisão final no caso de dois ou mais candidatos obterem a mesma pontuação.

f) Todos os candidatos apurados para a prova final receberão um diploma de participação no Concurso.

g) A resolução de qualquer dificuldade que possa ocorrer durante o Concurso ficará sujeita ao critério do Presidente do Concurso, após consulta ao Presidente do Júri e ao Júri.

h) Os elementos do Júri assistirão a todas as provas e os candidatos serão julgados pelo conjunto das provas realizadas durante o Concurso, tendo em conta a sua qualidade vocal, técnica, interpretação musical e qualidade artística.

i) Das decisões do Júri não haverá recurso.

Ponto 7.

Os candidatos vencedores do primeiro prémio do “Concurso Nacional Canto Luísa Todi”, não poderão recandidatar-se.

Ponto 8.

Os candidatos que COMPROVADAMENTE tenham obtido primeiros prémios em concursos internacionais filiados na “Fédération Mondiale dés Concours Internationaux de Musique” ficarão dispensados da prova eliminatória passando, automaticamente, à prova semi-final.

Ponto 9.

O Secretariado do Concurso reserva-se o direito de utilizar fotografias, gravações ou filmagens que possam vir a ser captadas durante o Concurso, para uso na rádio, jornais ou televisão, ficando os candidatos interditos de reclamar qualquer direito.

Ponto 10.

Os candidatos não poderão participar no Concurso sem uma inscrição prévia feita no boletim próprio distribuído pelo Secretariado do Concurso.

Ponto 11.

Se por uma razão, tal como guerra, perturbações civis ou políticas, epidemias, inundações, incêndios ou greves, o Concurso for anulado, não caberá à Entidade organizadora do Concurso qualquer responsabilidade, salvo a devolução a cada concorrente do valor correspondente à sua inscrição.


INSCRIÇÕES

Os candidatos deverão inscrever-se até ao dia 29 de Abril (inclusive), utilizando o boletim de inscrição disponibilizado. Este boletim poderá ser requerido ao Secretariado do Concurso Nacional de Canto Luísa Todi, encontrando-se ainda acessível no link do Concurso existente nos seguintes endereços da Web: www.mun-setubal.pt ou www.meloteca.com.

Os boletins de inscrição deverão ser acompanhados da importância de 30€ (trinta euros), em cheque ou vale de correio, endossados a: Tesoureiro da Câmara Municipal de Setúbal; fotocópia do Bilhete de Identidade e do Número de Identificação Fiscal (cidadãos portugueses); Fotocópia do Bilhete de Identidade; Número de Identificação Fiscal; Certificado de Residência (cidadãos estrangeiros residentes); de duas fotografias e deverão ser endereçados a:

Secretariado do Concurso Nacional de Canto Luísa Todi

Câmara Municipal de Setúbal

Departamento da Cultura

Praça do Brasil, n.º 17

2900-285 SETÚBAL

A falta de qualquer dos documentos acima indicados implica a não-aceitação da candidatura. Nenhum Boletim de Inscrição enviado depois de 29 de Abril de 2011 (data de correio) será aceite.


INFORMAÇÕES

TelefoneTel.: (+ 00 351) 265 547 900

TelemóvelTlm. (+ 00 351) 916 060 329

Correio electrónicoCorreio: cantoluisatodi@mun-setubal.pt

SítioSítio: http://www.mun-setubal.pt

SítioSítio: www.meloteca.com


JÚRI

João Pereira Bastos:

Ex-diretor do Teatro Nacional de São Carlos, Festival de Macau e Antena 2 / Presidente

Elsa Saque:

Cantora lírica e professora de Canto

Palmira Troufa:

Cantora lírica e professora de Canto

Rosana Caramaschi:

Agente artística e musicóloga

Bruno Michel:

Direção artística do Théâtre du Chatelet - Paris

Cesário Costa:

Maestro e Presidente da Orquestra Metropolitana de Lisboa

Jorge Vaz de Carvalho:

Cantor lírico e professor de Canto

José Carlos Xavier:

Cantor lírico e professor de Canto

Nuno Pólvora:

Teatro Nacional de São Carlos / Ministério da Cultura


COMISSÃO DE HONRA

Maria Cavaco Silva

Gabriela Canavilhas:

Ministra da Cultura - Presidente

Isabel Alçada:

Ministra da Educação

Martin André:

Presidente da Direção do Teatro Nacional de São Carlos

Ricardo Jorge Fialho de Oliveira:

Presidente da Assembleia Municipal de Setúbal

Maria das Dores Meira:

Presidente da Câmara Municipal de Setúbal

Manuel Luís Macaísta Malheiros:

Governador Civil de Setúbal

Tomás Correia:

Presidente do Conselho de Administração do Montepio Geral

Carlos Augusto Pulido Valente Monjardino:

Presidente do Conselho de Administração da Fundação Oriente

Rui Vilar:

Presidente do Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian

Ana Mafalda Pernão:

Diretora da Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa

António Moreira Jorge:

Diretor do Conservatório de Música do Porto

Francisco Beja:

Diretor da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto

José João Santos:

Diretor da Escola Superior de Música de Lisboa

António José Ferreira:

Diretor da Meloteca

Fernando António Baptista Pereira:

Historiador da Arte

João Almeida:

Director da Antena 2

Jorge Rodrigues:

Realizador radiofónico

Maria Odete dos Santos

Mário Moreau:

Historiador e musicólogo


PRESIDENTE DO CONCURSO

José Carlos Xavier

MEMBRO HONORÁRIO

Elsa Saque

SECRETARIADO

Horácio Manuel Jorge da Pena, Sílvia Nunes


PRÉMIOS

1.º Prémio (Voz Feminina):

5.000€ (Atribuído pelo Ministério da Cultura)

+ Placa e Diploma

1.º Prémio (Voz Masculina):

5.000€ (Atribuído pelo Ministério da Cultura)

+ Placa e Diploma

2.º Prémio (Voz Feminina):

4.000€ (Atribuído pela Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento)

+ Placa e Diploma

2.º Prémio (Voz Masculina):

4.000€ (Atribuído pela Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento)

+ Placa e Diploma

3.º Prémio (Voz Feminina):

3.000€ (Atribuído pela Fundação Montepio Geral)

+ Placa e Diploma

3.º Prémio (Voz Masculina):

3.000€ (Atribuído pela Fundação Montepio Geral)

+ Placa e Diploma

Prémio de Estímulo:

€ 1.500 (Atribuído pela Fundação Oriente)

+ Placa e Diploma

Prémio “Interpretação Obra Portuguesa”:

1.500€ (Atribuído pela Câmara Municipal de Setúbal)

+ Placa e Diploma

Prémio “Ana Lagoa” (Melhor interpretação feminina de ária de ópera):

1.500 (Atribuído pela Família da Titular)

+ Placa e Diploma

Menções Honrosas:

Medalha e Diploma


CALENDÁRIO DAS PROVAS

(Abertas ao Público)

 

SEGUNDA-FEIRA, 20 DE JUNHO

11.00 horas, Salão Nobre dos Paços do Concelho

Recepção dos Candidatos

Sorteio para as provas eliminatórias

14.00 horas

Ensaios (locais a designar)

 

TERÇA-FEIRA, 21 DE JUNHO

10.00 horas

Ensaios (locais a designar)

14.00 horasSalão Nobre dos Paços do Concelho

Prova Eliminatória (Masculina)

 

QUARTA-FEIRA, 22 DE JUNHO

10.00 horas

Ensaios (locais a designar)

14.00 horas,  Salão Nobre dos Paços do Concelho

Prova Eliminatória (Feminina)

 

QUINTA-FEIRA, 23 DE JUNHO

10.00 horas

Ensaios (locais a designar)

14.00 horas, Salão Nobre dos Paços do Concelho

Prova Semi-Final (Feminina e Masculina)

 

SEXTA-FEIRA, 24 DE JUNHO

10.00 horas

Ensaios (locais a designar)

14.00 horasSalão Nobre dos Paços do Concelho

Prova Final (Feminina e Masculina)

 

SÁBADO, 25 DE JUNHO

10.00 horas

Ensaios etc.

21.00 horas

Salão Nobre dos Paços do Concelho

Concerto Finalistas

 

TERÇA-FEIRA, 28 DE JUNHO

10.00 horas

Teatro Nacional de São Carlos

Ensaios

21.00 horas

Teatro Nacional de São Carlos

Concerto de Encerramento


PROGRAMA DAS PROVAS

1. O programa a apresentar por cada candidato deverá ser constituído por:

Grupo l 

Cinco peças, incluindo, pelo menos, uma de autor português, em Língua Portuguesa, divididas em dois sub-grupos:

a) Trechos de Cantata, Oratório, Missas ou Motetos;

b) Melodias acompanhadas (séc. XVI a XXI).

Grupo II 

1. Quatro árias de Ópera  (sendo duas escolhidas na lista de "Árias Obrigatórias");

2. Eliminatória: Interpretação de duas peças incluídas no Grupo I  e no Grupo II;

3. Semi-Final: Interpretação de duas peças incluídas no Grupo I, sendo obrigatória uma de autor português e uma peça do Grupo II;

4. Final: Interpretação de duas peças incluídas no Grupo I  e  duas no Grupo II;

5. Concerto Final e Concerto de Encerramento com orquestra (programa à escolha dos candidatos premiados, de acordo com a lista de peças obrigatórias)

6. Os candidatos fornecerão ao Secretariado do Concurso, no ato dos sorteios, dois exemplares das partituras que irão executar.  

7. À excepção das peças do Grupo I, alínea a), as provas serão prestadas de cor. 

8. Não será permitida a repetição de peças, nas diversas fases do Concurso.

 

ÁRIAS OBRIGATÓRIAS

Soprano:

 

W. A. Mozart (1756-1791): Una donna a quindici anni

Ópera "Cosi fan tutte".

 

W. A. Mozart (1756-1791): Ach, ich liebte

Ópera "Die Entführung aus dem Serail".

 

G. Donizetti (1797-1848): Regnava nel silenzio (ária e cabaletta)...

Ópera "Lucia di Lammermoor".

 

G. Puccini (1858-1924): Si, mi chiamano Mimi...

Ópera "La Bohème".

 

G. Puccini (1858-1924): Canzone di Doretta...

Ópera "La Rondine".

 

G. Puccini (1858-1924): Vissi d'arte...

Ópera "Tosca".

 

A. Boito (1842-1918): L'Altra notte in fondo al mare...

Ópera "Mefistofele".

 

Mezzo-Soprano:

 

G. Bizet (1838-1875): L'Amour est un oiseau rebelle (Habanera)...

Ópera "Carmen".

 

G-A. Rossini (1792-1868): Pensa alla Patria...

Ópera "L' Italiana in Algeri".

 

W. A. Mozart (1756-1791): Non so più cosa son, cosa faccio...

Ópera "Le Nozze di Figaro".

 

C. Saint-Saëns (1835-1921): Mon coeur s'ouvre à ta voix...

Ópera "Samson et Dalila".

 

G. Verdi (1813-1901): Stride la vampa...

Ópera "Il Trovatore".

 

Tenor:

 

G. Donizetti (1797-1848): Una furtiva lagrima...

Ópera "L'Elisir d'amore".

 

W. A. Mozart (1756-1791): Dies Bildnis ist bezaubernd schöne...

Ópera "Die Zauberflöte".

 

J. Massenet 1842-1912): Pourquoi me réveiller...

Ópera "Werther".

 

G. Puccini (1858-1924): Che gelida manina...

Ópera "La Bohème".

 

G. Bizet (1838-1875): La fleur que tu m'avais jetée...

Ópera "Carmen".

 

Barítono:

 

W. A. Mozart (1756-1791): Hai già vinta la causa... Vedrò mentr'io sospiro...

Ópera "Le Nozze di Figaro".

 

R. Wagner (1813-1883): O! Du mein holder Abendstern...

Ópera "Tannhäuser".

 

G. Bizet (1838-1875): Votre toast, je peux vous le rendre...

Ópera "Carmen".

 

G. Verdi (1813-1901): … Pietà, rispetto, amore...

Ópera "Macbeth".

 

G. Verdi (1813-1901): Il balen del sua sorriso...

Ópera "Il Trovatore".

 

Baixo:

 

W. A. Mozart (1756-1791): O Isis und Osiris...

Ópera "Die Zauberflöte".

 

G. Puccini (1858-1924): Vecchia zimarra, senti...

Ópera "La Bohème".

 

V. Bellini (1801-1835): Vi ravviso o luoghi ameni...

Ópera "La Sonnambula".

 

G. Verdi (1813-1901): Ella giammai m'amo...

Ópera "Don Carlo".

 

Contratenor:

 

G. F. Händel (1685-1759): L'Empio, sleale, indegno...

Ópera "Giulio Cesare".

 

A. Vivaldi (1678-1741): Vedrò con mio diletto...

Ópera "Giustino".

 

G. F. Händel (1685-1759): Cara sposa...

Ópera "Rinaldo".

 


ORQUESTRA

Orquestra e maestro por decidir


PIANISTAS OFICIAIS DO CONCURSO

Patrícia Valadão

João Crisóstomo


APOIOS

Ministério da Cultura

Fundação Montepio

Fundação Oriente

Teatro Nacional de São Carlos

Meloteca, Edições Musicais

RDP – Radiodifusão Portuguesa – Antena 2

»

Hotéis Novotel

Restaurante Xica Bia

Bairro Alto Hotel - Lisboa

Hotel Esperança

FÓRUM MUNICIPAL LUÍSA TODI
FÓRUM LUÍSA TODI, SETÚBAL
BREVE HISTÓRICO (1990 - 2007)

Individualidades que integraram os Júris do "Concurso" desde a primeira edição:

Presidente do Concurso

José Carlos Xavier

Presidentes do Júri

Mara Zampieri

Elsa Saque

Álvaro Malta

João Pereira Bastos

Júri

Elisabete Matos

Elsa Saque

Elvira Ferreira

Helena Pina Manique

Joana Silva

Maria Cristina de Castro

Palmira Troufa

Rosana Caramaschi

Ernesto Palácio

Fernando Eldoro

Jorge Vaz de Carvalho

José Carlos Xavier

José Fardilha

José de Oliveira Lopes

José Ribeiro da Fonte

José Serra Formigal

Manuel Ivo Cruz

Miguel Graça Moura

Paulo Ferreira de Castro

Silva Pereira

RELAÇÃO DOS CONCORRENTES PREMIADOS
1990
1º Prémio
Ana Ester Neves, soprano
2º Prémio
Nuno de Vilallonga, barítono
3º Prémio
Deolinda Rezende, mezzo soprano
Prémio Armando Guerreiro
Ana Ferraz, soprano
Menções Honrosas
Conceição Galante, soprano
Luciana Monteiro, mezzo soprano
1991
1º Prémio
Elisabete Matos, soprano
2º Prémio
Nuno de Vilallonga, barítono
Prémio Armando Guerreiro
Teresa Gardner, soprano
Prémio Interpretação Obra Portuguesa
Nuno de Vilallonga, barítono
1994
1º Prémio
Sílvia Mateus, soprano
2º Prémio
Rosário Ferreira, soprano
3º Prémio
Teresa Menezes, soprano
Prémio Armando Guerreiro
Elsa Cortez, mezzo soprano
Prémio Interpretação Obra Portuguesa
Rosário Ferreira, soprano
Menções Honrosas
Ana Madalena Moreira, soprano
1996
1º Prémio
Luís Rodrigues, barítono
2º Prémio
Mário Alves, tenor
3º Prémio
Paulo Ferreira, barítono
Prémio "Bocage"
Sandra Medeiros, soprano
Prémio Interpretação Obra Portuguesa
Luís Rodrigues, barítono
Menções Honrosas
Anabela Duarte, soprano
Armando Possante, barítono
2003
1º Prémio
Bruno Ribeiro, tenor
2º Prémio
Maria João Matos, soprano
3º Prémio
Armando Possante, barítono
Prémio "Bocage"
Patrícia Quinta, mezzo soprano
Prémio Interpretação Obra Portuguesa
Armando Possante, barítono
Menções Honrosas
Janete Costa, mezzo soprano
Sónia Alcobaça, soprano
Pedro Correia, barítono
2005
1º Prémio (ex-aequo)
Carla Caramujo, soprano
Diogo Oliveira, barítono
2º Prémio (ex-aequo)
Inês Calazans, soprano
Sara Braga Simões, soprano
3º Prémio (ex-aequo)
Susana Duarte, soprano
João Oliveira, baixo
Prémio "Bocage" (ex-aequo)
Luísa Barriga, soprano
Maria Luísa de Freitas, mezzo soprano
Prémio Interpretação Obra Portuguesa (ex-aequo)
Bárbara Barradas, soprano
Marco Alves Santos, tenor
Menções Honrosas
Eduarda Melo, soprano
Pedro Correia, barítono
2007
1º Prémio Feminino
Dora Rodrigues, soprano
2º Prémio Feminino
Maria Luísa de Freitas, mezzo soprano
3º Prémio Feminino
Raquel Alão, soprano
1º Prémio Masculino
Paulo Ferreira, tenor
2º Prémio Masculino
Fernando Guimarães, tenor
3º Prémio Masculino
Nuno Dias, baixo
Prémio "Bocage"
Cátia Moreso, mezzo soprano
Prémio Interpretação Obra Portuguesa
Fernando Guimarães, tenor
Menções Honrosas
Luís Gomes, tenor
Raquel Paulo, soprano
2011
1º Prémio Feminino
Raquel Sofia Camarinha Rosa, soprano
2º Prémio Feminino
Carla Sofia Vieira Simões, soprano
3º Prémio Feminino
Liliana Sofia Cordeiro Sebastião, soprano
1º Prémio Masculino
Carlos Manuel Silva Cardoso, tenor
2º Prémio Masculino
Job Arantes Tomé, barítono
3º Prémio Masculino
Hugo Miguel Peixoto Oliveira, barítono
Prémio "Bocage"
Anna Kássia Mariana Neves, soprano
Prémio Interpretação Obra Portuguesa
Job Arantes Tomé, barítono
Prémio Ana Lagoa
Raquel Sofia Camarinha Rosa, soprano
Menções Honrosas
Cristiana Sofia Sousa Oliveira, soprano
Rui Celestino Campos da Silva, baixo

Album

TOPO