MELOTECA SÍTIO DE MÚSICAS E ARTES
Siga-nosFacebookFacebookTwitterLinkedInTumblrFlickr
> Sítios
PRINCIPAL
Violoncelo
Voluta
Áudio
Coreto

SÍTIOS DE COROS E MÚSICA CORAL

ASSOCIAÇÃO CULTURAL CANTAR NOSSO

Associação Cultural Cantar Nosso.

TOPO
Capela Gregoriana Psalterium

Capela Gregoriana Psalterium. A Capela Gregoriana Psalterium - coro integrado exclusivamente por vozes masculinas - foi fundada em Janeiro de 1999, tendo em vista o estudo, a divulgação e a execução do canto gregoriano. Desde Março de 1999, data da primeira apresentação pública, tem dado numerosos recitais de canto gregoriano e polifonia para vozes iguais, bem como animado celebrações litúrgicas (Missa e Vésperas) em canto gregoriano. (...)

TOPO
ComSonante

www.comsonante.org

ComSonante.

TOPO
Coral CalÇada Romana

www.calcada-romana.org

Coral Calçada Romana. O Coral Calçada Romana, de Alqueidão da Serra, concelho de Porto de Mós, iniciou a sua actividade em Outubro de 1993, no seio da Casa do Povo local. Efectuou inúmeros concertos por toda a região centro, sendo de destacar locais como o Castelo de Leiria, o Centro Pastoral Paulo VI ou o Teatro José Lúcio da Silva (Leiria). Deslocou-se várias vezes ao estrangeiro, tendo actuado em França e Espanha, orgulhando-se de ter pisado importantes palcos como a Catedral de Sainte-Marie (Oloron Sainte-Marie), a Catedral de Santiago de Compostela (em 1999 e 2005), a Basílica de Covadonga (2002), a Igreja de San Juan El Real (Calatayud) e a Igreja de Santa Mónica (Saragoça). (...)

TOPO
Coral Harmonia

Coral Harmonia. O Coral Harmonia, é um grupo coral polifónico cuja origem remonta ao ano de 1936, quando surge pela primeira vez na Sociedade Harmonia, com o nome de Orfeão Mirobriga, dirigido pelo maestro António Coutinho e a partir de 1950 sob a regência do maestro Francisco M. Neto. É em Fevereiro de 1984, que o coral adopta o nome Coral Harmonia. (...)

TOPO
Coral LUÍSA TODI

coralluisatodi.com

Coral Luísa Todi. O Coral Luísa Todi foi fundado em 25 de Outubro de 1961, por Maria Adelaide Rosado Pinto e Aurélio Lino da Conceição Fernandes, preenchendo, deste modo, o espaço deixado vago pelo desaparecimento de um grande agrupamento polifónico dos anos 30, o Orfeão Cetóbriga, reavivando assim uma tradição musical de que Setúbal se orgulha, como terra que viu nascer grandes músicos e cantores, dos quais Luísa Todi é o seu expoente máximo. (...)

TOPO
Coral PolifÓnico de Aveiro

www.polifonicoaveiro.org

Coral Polifónico de Aveiro.

TOPO
Coral SinfÓnico de Portugal

coralsinfonico.no.sapo.pt

Coral Sinfónico de Portugal. O Coral Sinfónico de Portugal é um coro com características muito próprias, em que ficam bem-vindos coralistas de qualquer lado do país. Todos, até os que não saibam ler música, estão preparados cada um de acordo com as suas necessidades musicais, principalmente através dos ensaios que se realizam uma vez por mês, sensivelmente no primeiro domingo, nas suas instalações, na Quinta de Vishuddha , perto de Torres Novas. Na sua maioria, os coralistas participam nas iniciativas como indivíduos, mas há outros que aceitam o desafio do Coral Sinfónico de Portugal como elementos de um determinado grupo coral.

TOPO
Coro AcadÉmico Egas Moniz

www.caem.egasmoniz.edu.pt

Coro Académico Egas Moniz. O Coro Académico Egas Moniz (CAEM) foi criado em Janeiro de 2005, fruto do entusiasmo conjunto de docentes, alunos e funcionários não docentes, fortemente apoiado pela Administração da Egas Moniz (EM), Cooperativa de Ensino Superior, CRL.  É constituído por alunos e funcionários da EM, estando também aberto a pessoas sem vínculo à EM. O CAEM tem por fim a preparação, interpretação e promoção de música coral de qualquer época e de autores nacionais e estrangeiros, estando a sua direcção a cargo do Maestro José Balegas, licenciado em Ciências Musicais pela Universidade Nova de Lisboa, desempenhando funções de Direcção Coral desde 1995.

TOPO
Coro AcadÉmico da Universidade do Minho

www.caum.pt

Coro Académico da Universidade do Minho. O Coro Académico da Universidade do Minho (CAUM) é uma associação cultural sem fins lucrativos. Iniciou as suas actividades em Janeiro de 1989 e, desde então, tem desenvolvido um trabalho de prática e divulgação da música de todas as épocas, em especial da música portuguesa. Realizou já mais de três centenas de concertos por todo país e pelo estrangeiro, pelos quais passaram mais de quinhentos coristas, sendo actualmente composto por mais de ontenta elementos. (...)

TOPO
Coro Audite Nova de Lisboa

www.auditenova.net

Coro Audite Nova de Lisboa.

TOPO
Coro de CÂmara de Beja

corocamara.home.sapo.pt

Coro de Câmara de Beja. O Coro de Câmara de Beja foi fundado em 1981, colmatando o vazio então existente na Cidade e no Distrito: - a ausência de um Coro virado, com carácter permanente, para a divulgação da Música Coral Clássica. No País, participou já em largas dezenas (ou talvez centenas) de concertos, tanto a solo como em Encontros de Coros. No estrangeiro, registam-se as actuações que, com êxito assinalado pela crítica, teve na Alemanha em 1992 (cidades de Ulm e Bopfingen) e em 1995 (nas cidades de Volklingen e Saarbruken) e, em 1994, na Suécia (nas cidades de Ulricehamn, Gotemburgo e Fristad). (...)

TOPO
Coro Mater Dei

coromaterdei.no.sapo.pt

Coro Mater Dei. O Coro Mater Dei, formado em 1989 com a designação de Coro Inter-paroquial de Santa Engrácia e S. Francisco de Assis, tem como objectivo enriquecer as celebrações litúrgicas através do canto polifónico e participar em actividades corais de âmbito cultural e artístico. É composto por cerca de 45 elementos e o seu reportório é constituído principalmente por música sacra à capela e com acompanhamento a órgão, espirituais negros e música tradicional portuguesa. Das várias actuações destaca-se a presença em encontros de coros, a participação regular nos estúdios da RTP para animação da Eucaristia Dominical transmitida pela RTP1 e RTP internacional, concertos de Quaresma, Páscoa e Natal em vários locais do território nacional. (...)

TOPO
Coro Gregoriano de Lisboa

www.gregoriano.com

Coro Gregoriano de Lisboa. O Coro Gregoriano de Lisboa foi fundado em 1989, resultante de uma iniciativa de um grupo de alunos, antigos alunos, e professores do Instituto Gregoriano de Lisboa. Este grupo independente tem como objectivo divulgar o canto gregoriano através do seu estudo e execução. Assim, em 1989 iniciou uma actividade regular de concertos sob a direcção de Maria Helena Pires de Matos, professora responsável pela cadeira de Canto Gregoriano da Escola Superior de Música de Lisboa.  (...)

TOPO
Coro Odyssea

www.coroodyssea.com

Coro Odyssea. Fundado em Junho de 2004, o Coro Odyssea, constituído por 16 cantores e tendo como objectivo principal levar a palco obras de compositores ainda vivos, começou os seus ensaios em Setembro do mesmo ano. Começou por preparar um ciclo de 6 canções para coro e quarteto de guitarras do compositor cubano Flores Chaviano, Seis Canciones Asturianas, que apresentou em Outubro, nos seus primeiros concertos, incluídos no 28º Festival de Coros do Algarve, em Lagos e em Portimão. (...)

TOPO
Coro Regina Coeli

www.reginacoeli.lusoweb.com

Coro Regina Coeli. Associação Concertato.

TOPO
eCOROmia

www.ecoromia.com

eCOROmia. Coro da Faculdade de Economia da Universidade do Porto.

TOPO
FENAMACOR

movimentocoral.no.sapo.pt

FENAMACOR. A Federação Nacional Movimento Coral foi fundada, a 28 de Fevereiro de 2003. A FENAMCOR tem por objecto "o desenvolvimento e o fomento da música coral, a planificação e execução de programas de acção entre os grupos corais que a integram, o apoio e a realização de actividades relacionadas com as diversas áreas do canto coral, a representação do movimento coral junto das diversas Entidades bem como a valorização e defesa do património musical Português". (...)

TOPO
Grupo Coral Adagio

coraladagio.no.sapo.pt

Grupo Coral Adagio. O Grupo Coral Adágio nasceu em Portimão, em Setembro de 1989. Hoje, com cerca de 30 elementos, tem como director artístico o maestro António Alves Alferes Pereira. O seu principal objectivo tem sido, desde sempre, a divulgação da música coral de qualidade, no seio de um público-alvo muito diversificado, das zonas urbanas às rurais, procurando, sempre que possível, dar resposta às solicitações de inúmeras entidades e organismos. Actua, frequentemente, a convite de pessoas individuais e colectivas, em diversos eventos de índole sócio-cultural. Em 1995/1996, participou nas Entradas Régias e nas Festas Reais de D. João II em Portimão, a convite da Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses. Na Páscoa de 1997, cantou a missa "De Beata Virgine Maria" de Filipe de Magalhães, na Igreja Paroquial de Alvor. (...)

TOPO
Ensemble Vocal Introitus

www.introitus.org

Ensemble Vocal Introitus. O Ensemble Vocal Introitus integra elementos solistas provenientes de vários agrupamentos vocais, destacando-se o Coro Gulbenkian e o Coro Gregoriano de Lisboa. Os membros fundadores deste agrupamento conheceram-se no início da sua formação musical, trabalhando juntos desde então e obtendo, por isso, uma elevada fusão tímbrica. O Ensemble Vocal Introitus  pretende percorrer todo o repertório para vozes masculinas, desde o Canto Gregoriano até aos nossos dias, com especial ênfase na música antiga. Cada programa é baseado num estudo musicológico que possibilite uma interacção fundamentada, didáctica e inovadora com o público. Nos espectáculos do Ensemble Vocal Introitus a dimensão cénica é muito cuidada, podendo ocorrer a incorporação de instrumentos.

TOPO
In Vita Musica

invitamusica.home.sapo.pt

In Vita Musica.. O Coral I n Vita Musica, apresenta-se publicamente pela 1ª vez a 8 de Dezembro de 1990, hoje è composto por cerca de 25 coralistas oriundos dos concelhos de Bombarral, Obidos e Cadaval. Herdeiro de experiência adquirida no Coro Bombarralense, defende a necessidade de uma autonomia e liberdade quanto à aplicação de ideias e conceitos de Música Coral no contexto da Região onde se insere. Desde então realiza mais de 180 concertos, 30 dos quais com orquestra (de Câmara e Sinfónicas). Destacam-se as participações no Cinema Tivoli em Junho de 1994 com a interpretação da trilogia das Descobertas do Compositor Carlos Silva acompanhado pela orquestra "Alis Ubbo" e o Concerto Coral Sinfónico comemorativo do 94º aniversario do S. L. e Benfica com a Orquestra Dohnayi de Budapeste no teatro de S. Luís em Fevereiro  de 1998, com os coros "Ars Musica" de Cacilhas e o "Coro da Rádio Renascença" de Lisboa participando ainda na EXPO`98 no dia da Santa Sé. Primeiro coro da região a interpretar obras do compositor Obidense José Joaquim dos Santos (1745 a 1801) estudadas e tratadas pelo seu director artístico. Dá preferencia a compositores do período barroco, tais como, Buxtheude, Vivaldi, Haendel, Bach , alguns clássicos de Mozart  e aos "Músicos de Deus" do final do séc. XIX , Gunaud, Saint-Saens e Franck. Não esquecendo ainda compositores da escola flamenga e portugueses do Barroco Tardio (Carlos Seixas). (...)

TOPO
Lisboa Cantat

www.lisboacantat.com

Lisboa Cantat.

TOPO
MÚsica Coral Portuguesa

www.id3ias.com

Música Coral Portuguesa.

TOPO
Officium Grupo Vocal

www.officiumgrupovocal.com

Officium Grupo Vocal. Officium é o nome de um novo projecto iniciado em Outubro de 2000 e que se integra desde então no panorama da interpretação da música renascentista em Portugal. É, actualmente, um grupo que integra no seu elenco cantores profissionais com formação e experiência no campo da música vocal a cappella renascentista, que se destaca como ensemble especializado na interpretação da música desta época, com reconhecimento ao nível da crítica musical. (...)

TOPO
OrfeÃo de BarrÔ

orfeaodebarro.org

Orfeão de Barrô. (...) Em Março de 2003, apresentou-se mais uma vez em público, na companhia da Orquestra Típica de Águeda e do Orfeão de Águeda, para a cerimónia do seu apadrinhamento por este último. Desde então, tem actuado em diversos espectáculos, de que são exemplo o V Concerto dos Santos Populares, que se realizou no Salão da Junta de Freguesia de Sangalhos, no dia 28 de Junho de 2003, os Encontros de Coros da Bairrada, que tiveram lugar em Espinhel (2003), e em Recardães (2004), e a realização do I Concerto de Natal, que contou com a participação dos orfeões de Leiria, Seia, e Castelo Branco. (...)

TOPO
OrfeÃo de Rio Tinto

www.orfeaoderiotinto.com

Orfeão de Rio Tinto. Associação de Cultura e Recreio.

TOPO
OrfEÃo UniversitÁrio do Porto

www.orfeao.up.pt

Orfeão Universitário do Porto. O Orfeão Universitário do Porto foi fundado em 6 de Março de 1912, cerca de um ano após a criação da Universidade do Porto, por um grupo de Estudantes entusiastas, conscientes da necessidade de completar a acção formativa que deve ter uma Universidade. A Direcção Artística foi atribuida a Fernando Moutinho, sucedendo-lhe Futuro Barroso e Clemente Ramos, este último já nos anos vinte. O Orfeão atinge então grande notoriedade, quer em Portugal, quer em Espanha, onde se desloca em diversas ocasiões. (...)

TOPO
Polyphonia Schola Cantorum

polyphonia.no.sapo.pt

Polyphonia Schola Cantorum. Em 1941, e por iniciativa de Olga Violante, Sara Navarro Lopes, João da Silva Santos e Sebastião Cardoso, foi criado o "Polyphonia - Schola Cantorum", coro misto constituído por cerca de 40 elementos, tendo tido como primeiro cantor-mor, ou regente, o musicólogo Mário de Sampayo Ribeiro, que o dirigiu até à sua morte, em 1966. Foi intenção destes fundadores criar um coro que pudesse dedicar-se, especialmente, à descoberta e divulgação dos tesouros da música portuguesa, então desconhecidos ou perdidos em arquivos e bibliotecas. O coro obteve o estatuto de pessoa colectiva de utilidade pública. O primeiro ensaio teve lugar em 29 de Janeiro de 1941. (...)

TOPO
Vocal Da Capo

www.vocaldacapo.pt

Vocal Da Capo. Associação Coral de Carcavelos. Fundado em Janeiro de 1982, constituiu-se legalmente como associação em 24 de Outubro de 1994. Em Junho de 1997, foi admitido, no INATEL, como Centro de Cultura e Desporto. Em Junho de 2004, foi agraciado com a Medalha de Mérito Cultural, pela Câmara Municipal de Cascais, em reconhecimento da actividade desenvolvida em prol da cultura. Até 1994, trabalhou, sucessivamente, sob a direcção de Domingos Morais, Cândida Simplício e Luís Bragança Gil. É dirigido, desde Setembro de 1994, pelo maestro Eduardo Paes Mamede. O seu repertório abrange música sacra e profana desde o século XIII até à actualidade. Desde a sua fundação, participou em vários Encontros de Coros Amadores da Área de Lisboa e cantou em escolas, hospitais e lares. Tem vindo a utilizar os edifícios públicos, museus e monumentos, como locais privilegiados para apresentar o seu trabalho. Organizou dois cursos de direcção coral dirigidos pelo maestro Paulo Brandão e quatro estágios de música coral, essencialmente vocacionados para jovens. (...)

TOPO
Vox Angelis Concertos

www.voxangelis.com

Vox Angelis Concertos. A Vox Angelis Concertos é, essencialmente, um Projecto de Divulgação de Música Clássica de qualidade (abrangendo épocas distintas que vão dos tempos medievais até ao contemporâneo), constituído por 16 músicos profissionais, todos eles com currículos nacionais e internacionais.

A divulgação é feita através de Concertos, Cerimónias Religiosas e Cursos (Master-Classes de aprofundamento musical), especialmente direccionada para fora dos grandes centros urbanos e dos grandes palcos, uma vez que, na qualidade de Projecto de Formação de Públicos, visa incentivar ao gosto pela Música Erudita, através de Recitais de alta qualidade (levados a cabo por músicos de currículo potencial), interpretados de acordo com uma sequência pedagógica. (...)

TOPO
Vox Laci

www.voxlaci.com

Vox Laci. O Coro Adulto Vox Laci iniciou a sua actividade em 1996, sempre com o objectivo de mostrar ao público novas linguagens musicais, num  repertório extremamente variado, que conta já com um historial de mais de duzentas peças. O Coro Adulto é o coro mais ecléctico, tanto no repertório como nos coristas ou nas actividades. Desde o ano 2000 que participa regularmente em festivais internacionais e desde o início que frequenta encontros de coros a nível nacional. O repertório passa pelo clássico, pelo contemporâneo, pelo gospel, pelo sacro, pelo pop, pelo étnico, pelo tradicional português. (...)

TOPO
Orquestra Metropolitana e Coro Sinfónico Lisboa Cantat
TOPO