MELOTECA SÍTIO DE MÚSICAS E ARTES
Siga-nosFacebookFacebookTwitterLinkedInTumblrFlickr
> Coros
PRINCIPAL
Coro Gulbenkian
Coro Casa da Música
Coro
Coro de Câmara da Universidade de Lisboa

Coros

CANTO GREGORIANO

Oiça enquanto pesquisa

Coros Gregorianos de Porugal

Atualize a sua bio

CAPELA GREGORIANA LAUS DEO

O coro Capela Gregoriana Laus Deo nasceu em 1985, sendo constituído, na sua maioria, por antigas alunas do Instituto de São Pedro de Alcântara, em Lisboa. Dedica-se à divulgação do canto gregoriano, polifonia e repertório popular de cancioneiros portugueses e estrangeiros. Animou festividades litúrgicas e realizou numerosos concertos por todo o País, integrados em encontros, seminários, semanas de estudos gregorianos, simpósios, exposições de pintura, inaugurações.

Tem colaborado com organistas nacionais e estrangeiros e agrupamentos musicais, nomeadamente a "Capela Lusitana", "Coro Solemnis", "Grupo Vocal Arsis", "Coro de Lisboa da Rádio Renascença". Realizou várias gravações. Em 1993, colaborou na gravação de um CD para o Catálogo do Fundo Musical da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

CONTACTOS

Correio electrónicoCorreio: laus.deo@sapo.pt

TOPO

CAPELA GREGORIANA PSALTERIUM

A Capela Gregoriana Psalterium - coro integrado exclusivamente por vozes masculinas - foi fundada em Janeiro de 1999, tendo em vista o estudo, a divulgação e a execução do canto gregoriano. Desde Março de 1999, data da primeira apresentação pública, tem dado numerosos recitais de canto gregoriano e polifonia para vozes iguais, bem como animado celebrações litúrgicas (Missa e Vésperas) em canto gregoriano.

A convite do Governo Federal do Brasil, participou, em Outubro, no encontro Luso-Brasileiro de Canto Gregoriano, que teve lugar em Brasília. Recentemente, cantou a estreia absoluta da Missa Magnificus v. 1.05, para electroacústica e coro a vozes iguais, do jovem compositor português Pedro Janela. Participou, ainda, no CD colectivo Os melhores Coros Amadores da Região (vol. 20: Coimbra). Conta presentemente com catorze cantores e encontra-se sediada na Igreja de S. José, Coimbra.

CONTACTOS

MoradaCapela Gregoriana Psalterium

Apartado 3028

3001-902 Coimbra

PORTUGAL

TelefoneTel: (+ 00 351) 239 712451

FaxFax: (+ 00 351) 239 403627

SítioSítio: www.psalterium.com

Correio electrónicoCorreio: psalterium@psalterium.com

13 Março 2007

TOPO

CORO GREGORIANO DE BRAGA

O Coro Gregoriano de Braga surgiu pela mão de um grupo de entusiastas do Canto Gregoriano em 27 de Janeiro de 2000, em clima e ambiente de Jubileu e Ano Santo e sob o alto patrocínio do Cabido Bracarense. Da constatação de em Braga não existir qualquer grupo do mesmo género, nasceu o projecto. Com este, nasceu a preocupação de trazer à chamada "Roma Portuguesa", que foi no século XX considerada a Rainha da música em Portugal, uma prática musical que, durante anos, tão enraizada esteve na tradição religiosa e litúrgica bracarense. Apresentou-se pela primeira vez em público no dia 12 de Março do ano 2000 primeiro Domingo da Quaresma, na Sé de Braga, onde tem actuado frequentemente. Viu o seu Estatuto aprovado e a personalidade jurídica reconhecida, no foro canónico e civil, por decreto de Sua Exª. Reverendíssima o Arcebispo Primaz de Braga em 05 de Abril de 2002, constituindo-se, assim, em Associação Pública de Fiéis.

No seu percurso, o Coro conta com um vasto repertório musical, quer Gregoriano, quer polifónico incidindo este, particularmente, na música renascentista portuguesa e estrangeira, bem como com música de autores contemporâneos portugueses, quer da Escola de Braga, quer da Escola de Coimbra quer de Évora e, bem assim, da autoria do seu Maestro. Ao mesmo tempo, tem procurado fazer um esforço, em parceria com Coro da Sé Primacial de Braga, em trazer ao conhecimento do público o acervo musical da mesma Sé, algum dele inédito. A par disso, tem procurado potenciar o conhecimento e a prática, quer do Canto Gregoriano, quer de polifonia associada ao Rito Bracarense. Conta com um grande número de actuações, não só na cidade de Braga, mas também um pouco por todo o Minho e outros locais do país e em Espanha, quer em concerto, quer nas muitas celebrações litúrgicas que tem solenizado, aliás, lugar próprio para a execução deste género musical - mais oração cantada que música de concerto.

Editou no ano de 2003 o seu primeiro CD, Passio Domini como melodias do Ofício Divino e da Liturgia de Quinta, Sexta-feira e Sábado Santo, quer em Gregoriano, quer em Polifonia. Os elementos que formam este grupo são de formação musical variada, mostrando, no entanto, uma característica comum: o amor e a dedicação ao Canto em geral e ao Canto Gregoriano em particular. O Coro é dirigido, desde a sua formação, por Hélder Apóstolo, seu fundador e Mestre de Capela da Sé de Braga.

TOPO

CORO GREGORIANO DE ÉVORA

O Coro Gregoriano de Évora, fundado em Outubro de 1994 sob a direcção de Filipa Taipina, é constituído por elementos femininos. Depois de se ter estreado em Abril de 1995 na Igreja da Misericórdia, em Évora, o Coro tem desenvolvido uma intensa actividade para divulgar a música litúrgica medieval junto de um público cada vez mais vasto.

Em 1998, o Coro Gregoriano de Évora foi um dos quatro coros seleccionados para a fase final do Concurso Internacional Guido d'Arezzo. Esta participação, a primeira de um coro português na categoria de canto gregoriano, foi possível graças ao patrocínio do Banco Comercial Português e os apoios da Câmara Municipal de Évora, do Instituto Português da Juventude e do Governo Civil de Évora. O CGE organizou de 29 de Outubro a 3 de Novembro o I Curso Internacional de Canto Gregoriano de Évora.

TOPO

CORO GREGORIANO DE LISBOA

O Coro Gregoriano de Lisboa foi fundado em 1989 e é formado por alunos, antigos alunos e professores do Instituto Gregoriano de Lisboa e da Escola Superior de Música de Lisboa (Instituto Politécnico de Lisboa). Este grupo independente tem como objectivo divulgar o canto gregoriano através do seu estudo e execução. Assim, em 1989 iniciou uma actividade regular de concertos sob a direcção de Maria Helena Pires de Matos, então professora responsável pela cadeira de Canto Gregoriano da Escola Superior de Música de Lisboa. Esta actividade tem-se desenvolvido de norte a sul de Portugal, incluindo a realização de mais de uma centena de concertos em cerca de 50 cidades, destacando-se a sua participação no evento "Lisboa 94 Capital Europeia da Cultura" e nas Jornadas de Música Antiga da Fundação Calouste Gulbenkian em 1996.

Realizou digressões ao Japão em 1995, Bélgica em 1997 e 2003 (Festival Internacional de Canto Gregoriano de Watou), Açores em 1998, Luxemburgo em 1999 e Suíça em 2000 (XII Festival de Música medieval e renascentista "Cantar di Pietre").

Gravou 3 CD's, dois editados na etiqueta DECCA ("Liturgia de Santo António"-1993 e "Missa pela Paz"-1997, e um editado pela EPAL "Missa pela Chuva-1999" com gravação ao vivo), tendo o primeiro recebido a distinção "CHOC" do "Le Monde de la Musique" e o segundo o "Diapason d'Or" da revista Diapason.

Organizou em 1999 e 2001, em colaboração com a Câmara Municipal de Tomar, o 1º e 2º Festivais Internacionais de Canto Gregoriano de Tomar, apoiado financeiramente pelo MC-IPAE.

Das actividades recentes destacam-se a edição de um CD para a editora UMG - Universal Music Group, dedicado a Liturgias de Santos Evangelizadores da Europa, a participação nas filmagens e banda sonora do filme "Quem és tu" de João Botelho, a realização de um concerto nas Jornadas de Canto Gregoriano na Abadia de St. Maurice de Clervaux no Luxemburgo em 2004 e de um concerto no Ciclo de Concertos de Páscoa na Casa da Música do Porto em Abril de 2006.

Em Maio de 2007, o CGL participou em concertos no VIII Congresso Internacional de Canto Gregoriano em Florença, Itália, e no Festival de Músicas Sagradas do Mundo em Fès, Marrocos, a convite da Embaixada de Portugal em Marrocos

CONTACTOS

SítioSítio: www.gregoriano.com

Correio electrónicoCorreio: cgl@gregoriano.com

30 Janeiro 2005

TOPO

CORO GREGORIANO DE PENAFIEL

Desde a sua fundação, no ano 2000, o Coro Gregoriano de Penafiel recebeu elogiosos comentários de pessoas especializadas e público em geral. O bom acolhimento que tem granjeado no seio das comunidades, é corroborado pela incorporação de novos coristas. O papel fundamental do Grupo é a recuperação e divulgação do repertório de música gregoriana. Atentos e interessados em aprofundar a arte que o Canto Gregoriano exige, alguns membros do coro têm aulas teórico-prácticas com a sua directora, Ana Marjorie Perez de Montes, com vista a um conhecimento mais autêntico do que é o Canto Gregoriano, seu aparecimento, conservação, escolas, neumas, execução. O Coro e a sua solista Salomé Canedo, sempre que a oportunidade surge, frequentam acções de formação. Desde a sua fundação frequentou dois cursos de Canto Gregoriano, três Curso de Técnica Vocal e Respiração e um curso de Música Latino-americana, orientados por maestros internacionais convidados e Curso de Canto Gregoriano Cremona - Italia 2002 (solista).

Em Maio de 2002, o Coro gregoriano de Penafiel gravou o seu primeiro CD no Mosteiro de Bustelo-Penafiel; em Julho de 2003, o segundo CD, em 5 diferentes monumentos románicos do Vale de Sousa, gravação que acompanha um livro onde podemos encontrar a vasta história dos monumentos, as condições acústicas de cada um deles, dados científicos e descrição arquitectónica de cada monumento. Em Maio de 2005, gravou o terceiro CD com repertório de Páscoa. Especial destaque merece também a digressão cultural que fez em Setembro de 2001 as cidades geminadas de Saint Geneviève-des-Bois e Penafiel. Nessa digressão também cantou em outras cidades de França e Espanha.

Tem efectuado concertos em igrejas, mosteiros e auditórios de Ourém, Penafiel, Guimarães, Famalicão, Amarante, Vila Real, Murça, Valpaços, Bragança, Sernancelhe, Gondomar, Porto, Paço de Sousa e Bustelo, em Portugal, na Sé Catedral de Tuy e Peñafiel (Espanha), em Sainte Geneviève-des-Bois e Paris, na França. A Directora Artística e Musical é a Professora Ana Marjorie Pérez R. Montes. O CGP ealizou cinco edições do "Festival Coral de Natal" e duas edições do "Festival das Artes do Vale de Sousa" assim como tem providenciado a vinda a Portugal de três coros da Venezuela e um coro de Espanha a cidade de Penafiel.

CONTACTOS

Correio electrónicoCorreio: amprm@hotmail.com

02 Abril 2005

TOPO

CORO GREGORIANO DO PORTO

O Coro Gregoriano do Porto nasceu em Novembro de 1995, fruto do encontro entre antigos alunos dos Seminários do Porto. Têm em comum o facto do seu professor de Canto Gregoriano ter sido o padre Luís Rodrigues. Decidiram reunir-se, inicialmente sobre a orientação de José Belarmino Soares, para participar nas celebrações litúrgicas na igreja da Lapa, fazendo reviver o canto tradicional da Igreja. Actualmente, sob a direcção de Joaquim de Freitas Soares, depois do falecimento inesperado de Belarmino Soares, em Agosto de 2000, o Coro intervém habitualmente em celebrações da igreja da Trindade, nesta cidade, e tem participado em diversos concertos, alguns deles em colaboração com o Coro de S. Tarcísio, em concertos de órgão e canto, e outros apenas com canto gregoriano.

Actuou em igrejas do Porto e de localidades do Norte e Centro do país, e em escolas, quer em concertos, quer integrando programas de "semanas medievais". Participou em programas das rádios TSF e Renascença e da RTP (Praça da Alegria). Está também representado na colectânea "Os melhores Coros Amadores da Região - Porto". Gravou em 2000, o seu primeiro CD intitulado "Rorate", e, em 2004, o CD "Gaudete", na linha editorial do anterior.

Entre as suas actividades, contam-se: concerto na igreja da Lapa, para o Movimento de Educadores Católicos; concerto de Natal na capela do Hospital de Viana do Castelo; participação na "Praça da Alegria" da RTP 1; missa na igreja de Vilar de Perdizes; concerto na igreja de S. Francisco - Porto, para 200 cardiologistas espanhóis; concerto - homenagem a D. Manuel Martins , no mosteiro de Leça do Balio; participação no ciclo "Fé, Ciência e Cultura" da Universidade de Trás-os-Montes; participação na peça "Judas", na igreja de Santa Maria (Marco de Canaveses) e na do Sagrado Coração de Jesus, na Póvoa de Varzim; Concerto na Biblioteca Pública do Porto, na exposição "Santa Cruz de Coimbra: a Cultura Portuguesa Aberta à Europa na Idade Média", integrada no "Porto Capital Europeia de Cultura"; participação no III Encontro Internacional de Coros, organizado pelo ICBAS; Eucaristia de Crisma em Albergaria da Serra (Arouca); celebração inter-religiosa no encerramento do "XI Congresso Internacional de Filosofia Medieval", na Faculdade de Letras do Porto.

CONTACTOS

SítioSítio: www.cgporto.com

Correio electrónicoCorreio: jfmcruz@netcabo.pt

09 Setembro 2005

TOPO

Bios na Meloteca
TOPO